Ligado a tucanos, Paulo Preto foi preso nesta sexta-feira

Ligado a tucanos, Paulo Preto foi preso nesta sexta-feira

Ligado a tucanos, Paulo Preto foi preso nesta sexta-feira

O taubateano Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, ex-diretor da Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A), foi preso preventivamente na manhã dessa sexta-feira pela Polícia Federal, em São Paulo. Vieira também teve bloqueados R$ 113 milhões em quatro contas na Suíça pela juíza federal Maria Isabel do Prado.

No dia 22 de março, a força tarefa da operação Lava Jato em São Paulo ofereceu denúncia contra Souza e mais 4 suspeitos de desviar R$ 7, 7 milhões de 2009 a 2011 (valores da época) de obras públicas. A PF também tentou cumprir uma ordem de prisão contra José Geraldo Casas Vilela, funcionário da Dersa, mas ele não foi encontrado.

Os cinco são acusados pelos crimes de formação de quadrilha, peculato e inserção de dados falsos em sistema público de informação.

OPERADOR DO PSDB/ Natural de Taubaté, Paulo Vieira de Souza é formado pela Unitau (Universidade de Taubaté) em Desenho Geométrico, Matemática e Engenharia Civil.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região.

Bruno de Carvalho reunido com jogadores
Com jogo contra o Paços de Ferreira agendado para este sábado, o Sporting deverá alinhar com a equipa B e atletas júniores. Fábio e Bas Dost 'não quiseram jogar' em Alvalade, com faltas para amarelo que nunca poderiam ter feito.

"Presidente deu-me liberdade para convocar os jogadores que quiser" — Jesus
O Bryan e o Fábio, foram jogadores que, ao intervalo, tinham ali alguns problemas e eu fui gerindo. Chegou ao fim a reunião entre Bruno de Carvalho e os jogadores do Sporting.

Atlético Madrid-Sporting, 2-0 — Resultado Final
Sporting e Atlético de Madrid defrontam-se no Wanda Metropolitano , em Madrid, a partir das 20h05 (hora local). Vamos ter oportunidades em Lisboa, como tivemos aqui, mas não podemos falhar as quatro oportunidades.

Colhido pela notícia quando participava da inauguração de estações de metrô, na véspera de seu afastamento do Palácio dos Bandeirantes para lançar-se à eleição presidencial, Geraldo Alckmin disse que não conhecia o ex-auxiliar e afirmou que seu governo foi responsável pelas investigações sobre os desvios na Dersa. O ex-diretor atuou em gestões do PSDB no governo paulista, durante mandatos de José Serra, Alberto Goldman e Geraldo Alckmin.

Os senadores Aloysio Nunes (PSDB-SP) e José Serra, assim como Preto, são investigados no STF por suspeita de obter vantagens indevidas a partir de esquemas de cartel para construção do trecho sul do Rodoanel.

No entendimento da defesa, trata-se de uma medida arbitrária, sem fundamentos legais, além de desnecessária diante do perfil e da rotina do investigado, sempre à disposição da Justiça. Paulo Preto, como é conhecido, é apontado como operador do PSDB e principalmente do ex-governador José Serra (PSDB).

O dinheiro, originalmente, deveria ser destinado a moradores de locais onde seriam feitas obras de extensão do Rodoanel, que circunda a capital de São Paulo. A prisão preventiva foi ordenada pela 5ª Vara Criminal Federal de São Paulo, a pedido de força-tarefa do Ministério Público Federal (MPF) em São Paulo, para "conveniência da instrução criminal". Paulo Vieira de Souza.

Related news