Buscas em escritório de advogado são 'lamentáveis', diz Trump

Buscas em escritório de advogado são 'lamentáveis', diz Trump

Buscas em escritório de advogado são 'lamentáveis', diz Trump

O FBI realizou operação nesta segunda-feira nos escritórios e na casa de Michael Cohen, advogado pessoal do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disseram fontes da aplicação da lei, em um dramático novo desenvolvimento em uma série de investigações envolvendo aliados próximos de Trump.

Michael D. Cohen assumiu ter pago 130 mil dólares (cerca de 105 mil euros) na sequência de um acordo de confidencialidade, poucos dias antes das eleições norte-americanas em que Trump foi eleito, que pretendia silenciar a actriz.

Os promotores americanos obtiveram o mandado de busca por meio de uma indicação do promotor especial Robert Mueller, que investiga a interferência da Rússia nas eleições presidenciais americanas de 2016, segundo o advogado de Cohen, Stephen Ryan.

Segundo o "The New York Times", o FBI apreendeu documentos no escritório de Cohen relacionados aos pagamentos para a atriz de filme pornô, Stormy Daniels. Durante a campanha eleitoral em 2016, ela assinou um acordo para não divulgar informações sobre o relacionamento com o então candidato republicano.

Vice-presidente dos Estados Unidos virá ao Brasil em maio
O vice-presidente dos EUA, Mike Pence, visitará o Brasil nos dias 30, 31 de maio e 1 de junho. Pence informou que quer fortalecer os compromissos dos EUA com a América Latina na viagem.

Metade da população do Brasil ganha R$ 754
No ano de 2017, o Brasil ainda tinha até 5% da população trabalhadora com rendimento médio mensal de apenas R $ 47. A região Nordeste ficou abaixo da média, R $ 808,00, seguida da região Norte, com média de R $ 810,00.

65% dos gaúchos ainda não declararam o imposto de renda
O prazo de envio dos documentos termina às 23h59min do dia 30 de abril. É obrigatória a declaração para todo brasileiro que recebeu mais de R$ 28.559,70 em rendimentos tributáveis no ano passado.

Sobre o eventual pagamento feito por Cohen, o presidente declarou não saber.

Mueller começou por investigar o ex-assessor de segurança nacional de Trump, Michael Flynn, que se demitiu em 13 de fevereiro do ano passado, menos de um mês depois da tomada de posse de Trump (em 20 de Janeiro). O advogado é amigo e confidente de Trump há anos, sendo um de seus principais conselheiros em assuntos imobiliários. Uma verdadeira vergonha! É um ataque contra nosso país. Os dados obtidos envolvem o pagamento do advogado à atriz pornográfica Stormy Daniels, que está no centro de um escândalo pelo suposto silêncio comprado de um caso com o presidente em 2006.

A batida policial desta segunda foi solicitada por procuradores de Nova York, que buscam documentos não apenas sobre o pagamento a Daniels, mas também sobre os rendimentos do advogado, além de emails e comunicações com Trump, segundo o jornal The New York Times.

Donald Trump considerou que esta era uma "situação vergonhosa" e uma "caça às bruxas". Um porta-voz de Mueller não tinha comentários.

Related news