ProTEJO alerta para a incompetência da Inspeção-Geral do Ambiente

ProTEJO alerta para a incompetência da Inspeção-Geral do Ambiente

ProTEJO alerta para a incompetência da Inspeção-Geral do Ambiente

A Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de Abrantes encontra-se em incumprimento dos parâmetros a que está obrigada, disse o inspetor-geral da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território (IGAMAOT).

Sem nunca atirar responsabilidades para a empresa, o Inspetor-Geral, Nuno Banza, revelou que foram necessárias quatro tentativas, a ultima das quais com inspetores no terreno várias horas, para conseguir obter amostras da qualidade da água à saída das tubagens da Celtejo.

Dos dados já conhecidos, só os resultados da ETAR de Abrantes é que revelam incumprimentos em relação aos níveis de carência bioquímica e química de oxigénio e de sólidos suspensos totais.

A ETAR de Abrantes foi concessionada pela Câmara Municipal de Abrantes a uma empresa privada, resultantes de um consórcio entre a FCC, de Esther Koplowitz, que assegura a gestão executiva da concessionária, e ao Grupo Lena.

O inspetor-geral do Ambiente Nuno Banza revelou esta segunda-feira, em conferência de imprensa, os resultados das análises à recolha de água de duas ETAR, a de Abrantes e a de Mação, e de duas unidades industriais, a Paper Prime e a Navigator.

"Não estávamos à espera que aquilo acontecesse, não só porque nunca tinha acontecido em mais lado nenhum como também nunca tinha acontecido na própria Celtejo", afirmou Nuno Banza, indicando que os inspectores têm muita experiência, porque já recolheram "centenas, senão milhares", de amostras através deste método.

Pantera Negra - Revelado o tempo de duração do filme!
Letra cruza a história do rapper com a do Pantera Negra, herói da Marvel, também protagonista de filme que estreia no Brasil no dia 15 de fevereiro .

China acusa EUA de desprezar relações com América Latina
Na semana passada, a China disse que os EUA estão desrespeitando a América Latina pelo fato de Tillerson ter alertado países da região sobre a dependência excessiva dos laços econômicos com Pequim.

Lucas não sabe mais se indica Gleici ao paredão

Nesse sentido, a ZERO formulou cinco questões ao Ministério do Ambiente que "devem ser esclarecidas e divulgadas com urgência", tendo todas por base as descargas de efluentes emitidas pela Celtejo, empresa de celulose instalada em Vila Velha de Rodão, no distrito de Castelo Branco.

As amostras dizem respeito à recolha no período de 30 para 31 de janeiro.

Como "as condições hidrológicas e de seca se mantêm" e a redução dos caudais no rio Tejo "diminui a sua capacidade de autodepuração", as autoridades ambientais decidiram prolongar a medida.

As medidas provisórias impostas à Celtejo com vista à revisão do Título de Utilização dos Recursos Hídricos (TUHR) foram determinadas pela APA dia 26 de janeiro e fixadas por 10 dias, prazo que terminou, ficou previsto que estas medidas poderiam ser agravadas, "dependendo do evoluir das circunstâncias que as haviam motivado".

"A fábrica não tem viabilidade com a redução do efluente a 50% porque não foi desenhada para trabalhar a esses níveis".

Related news