Jóhann Jóhannsson, aclamado compositor, morre aos 48 anos

Jóhann Jóhannsson, aclamado compositor, morre aos 48 anos

Jóhann Jóhannsson, aclamado compositor, morre aos 48 anos

O compositor Johann Johannsson, responsável pelas trilhas dos filmes de A Teoria de Tudo, A Chegada, Sicario: Terra de Ninguém e Os Suspeitos, foi encontrado morto na última sexta-feira (9). A informação foi confirmada por seu empresário neste sábado, mas a causa da sua morte ainda não foi divulgada.

Johann Johannsson foi, por duas vezes, indicado ao Oscar de melhor trilha sonora por Sicario: Terra de Ninguém e A Teoria de Tudo.

Foi também responsável pela banda sonora de "Arrival - O Primeiro Encontro", trabalho que lhe valeu uma segunda nomeação ao Globo de Ouro.

Primeiro-ministro diz que Portugal merece título de campeão europeu
No tweet, publicado minutos depois do final do jogo contra a Espanha, António Costa acrescentou ainda: "Merecem este título".

Senado aprova projeto que obriga instalação de bloqueadores de celular em presídios
Já a emenda do senador Romero Jucá passa para as operadoras de telefonia móvel os gastos com o custeio e a manutenção dos bloqueadores.

Portimonense derrotado na receção ao Benfica
No entanto, a história do jogo estava destinada a ter Cervi como personagem principal. O homem da partida foi Franco Cervi, que bisou.

Jóhannsson, que começou a sua carreira como guitarrista de rock na Islândia, também trabalhou em Blade Runner 2049, antes de deixar o projeto, e foi consultor de Darren Aronofsky em Mãe!.

Em março chegará ainda aos cinemas o filme "Maria Madalena", de Garth Davis, com Joaquin Phoenix como Jesus Cristo e Rooney Mara como Maria Madalena, cuja banda sonora Jóhannsson também assinou.O seu primeiro trabalho para o cinema foi em "Raptadas", o filme de Denis Villeneuve de 2013.

O compositor distinguia-se por misturar sons clássicos e eletrónicos modernos nas bandas sonoras e tinha também uma carreira a solo na música.

Related news