Governo entra na reta final pela aprovação da reforma da Previdência

Governo entra na reta final pela aprovação da reforma da Previdência

Governo entra na reta final pela aprovação da reforma da Previdência

Por fim, o ministro pediu engajamento dos "setores lúcidos da sociedade" e afirmou que "o Brasil está inviabilizado se não houver a reforma da Previdência". "Imagine o comportamento do mercado (financeiro) se a Previdência não for aprovada?", comentou.

O governo, que batalha para conseguir os votos necessários para aprovar a reforma, tem sofrido pressão de aliados para flexibilizar ainda mais o texto da proposta, levando em conta demandas de servidores - principalmente os que ingressaram no serviço público antes de 2003, que pedem uma regra de transição. O encontro, segundo o ministro, é uma das ações preparatórias para a chegada dos parlamentares ao longo da semana para iniciar a discussão da proposta em plenário no próximo dia 5 de fevereiro. Na sua opinião, o cuidado em falar sobre o apoio dos congressistas, é natural, porque o governo ainda não alcançou os 308 votos.

No STF, Cristiane Brasil contesta suspensão de posse
O parecer segue a linha do que já havia escrito a Advocacia-Geral da União (AGU) nos autos da reclamação que tramita no Supremo. Ela também fez acordo com outro profissional, pagando R$ 14 mil para evitar nova condenação.

UE oferece transição do Brexit, mas Reino Unido deve "aceitar regras"
O porta-voz de May elogiou o acordo da UE, dizendo estar em linha com as metas do Reino Unido , embora diversas diferenças tenham permanecido.

Homem ferido com arma branca numa escola da Nazaré
A PSP da Nazaré apreendeu a arma de fogo e deteve o suspeito, estando o caso entregue à Polícia Judiciária de Leiria. Os alunos entraram em pânico e começaram a telefonar aos pais, que recolheram os filhos no estabelecimento escolar.

A reforma, no entanto, mexe apenas com a idade mínima de aposentadoria, que passaria a ser a mesmo da iniciativa privada, de 62 anos para mulheres e 65 anos para homens, já que desde 2013 os servidores já se aposentam pelo teto do regime geral da Previdência. Ele destacou que o setor econômico já manifestou a importância das mudanças empreendidas pelo governo. Em visita ao Rio de Janeiro para buscar apoio, Marun afirmou além disso acreditar que o governo conseguirá os "40 a 50" votos que precisa para atingir os 308 necessários.

Na terça-feira, Marun disse a jornalistas que o governo tem garantido "cerca de 270" votos. "Eu diria que, desde maio, não vivemos um momento tão positivo como hoje estamos vivendo para aprovação dessa reforma", disse. No período de sete dias, ele foi a canais de televisão e emissoras de rádio. Nos próximos dias, serão realizadas reuniões com todos os líderes. Ele reclamou do "tensionamento" que a proposta causa e disse que o adiamento pode distensionar a base aliada.

Related news