Fórmula 1 vai deixar de ter mulheres na partida e no pódio

Fórmula 1 vai deixar de ter mulheres na partida e no pódio

Fórmula 1 vai deixar de ter mulheres na partida e no pódio

A marca agora anunciou que o desfile das "Grid Girls" não fará mais parte das corridas. Apesar do diretor de marketing da categoria, Murray Barnett, negar a possibilidade já este ano, a F1 divulgou um comunicado de imprensa de surpresa para confirmar a decisão. A decisão foi anunciada por Sean Bratches, diretor comercial da Fórmula 1, que a justificou com o facto de a contratação destas hospedeiras não ser apropriada ou relevante para o desporto e os seus fãs. “Embora a prática de utilizar as grid girls tenha sido tradicional nos GPs de Fórmula 1 por décadas, nós sentimos que isso não estava de acordo com os valores da nossa marca e claramente está em desacordo com as normas da sociedade atual”, completou.

A extinção dessa iniciativa é uma das séries de mudanças que a Liberty Media decidiu implementar na Fórmula 1 após assumir o controle da categoria em 2017.

Reprovação a governo Temer é de 70%, diz Datafolha
Além do percentual de desaprovação, a pesquisa aponta ainda que 22% dos entrevistados consideram a gestão de Temer como regular. A rejeição a Temer é maior entre as mulheres (75%) e entre as pessoas recebem menos de dois salários mínimos (73%).

Taxa de desemprego desce para 7,8% em dezembro
De acordo com a estimativa provisória, havia, nesse mês, 401,5 mil desempregados, sendo que 4,776 milhões de pessoas estavam empregadas.

Mark Salling, do Glee, é encontrado morto aos 35 anos - Quem
Apesar da causa da morte não ter sido confirmada, a polícia local está trabalhando com a possibilidade de suicídio . O caso contra ele foi aberto em 2015 e estava para ser concluído neste ano, caso o ator não tivesse se suicidado .

Apesar de ser um assunto que já vinha sendo tratado internamente, não se esperava que o fim da presença das grid girls fosse confirmado já para esta temporada. "Devias poder ter raparigas na grelha de partida porque agrada aos pilotos, à audiência e não afecta ninguém".

O antigo F1 'supremo' insiste: "Pensei que tínhamos esquecido sobre miúdas não serem capazes de ter trabalhos de rapazes e destas serem capazes de os fazer". A Fórmula 1 usava garotas no grid desde a década de 1960. "As raparigas com os pilotos fazem parte do pré-espetáculo, parte da tensão". Pensava que éramos todos iguais.

Related news