Superávit 'positivo' da balança comercial teve alta também das importações

Superávit 'positivo' da balança comercial teve alta também das importações

Superávit 'positivo' da balança comercial teve alta também das importações

Em dezembro do ano passado, o saldo da balança comercial foi de superávit de 4,998 bilhões de dólares, com as exportações a 17,595 bilhões e as importações a 12,598 bilhões de dólares. Segue abaixo o texto corrigido.

BRASÍLIA, Brasil, 02 January 2018 /PRNewswire Policy/ - Depois de registrar o superávit recorde de US$ 67 bilhões em 2017, a balança comercial (diferença entre exportações e importações) deverá fechar 2018 com resultado positivo em torno de US$ 50 bilhões, disse hoje (2) o secretário de Comércio Exterior do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Abrão Neto.

"Tanto as importações quanto as exportações devem continuar crescendo e atingir o maior valor dos últimos três anos, mas deve haver um aumento maior nas importações", disse Abrão. Segundo o ministro, os dados indicam a retomada do crescimento econômico do País.

De acordo com o secretário, tanto as exportações quanto as importações brasileiras devem registrar aumento em 2018, o que deve levar a corrente comercial a registrar crescimento pelo segundo ano consecutivo.

Banco Central faz previsão de maior crescimento econômico em 2018
A previsão do relatório para a entrada de investimentos estrangeiros diretos no Brasil, em 2017, continuou em US$ 80 bilhões. A previsão de 1 % para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) em 2017 não era vista desde novembro de 2016.

Liverpool deverá endurecer negociação por Coutinho depois de gafe da Nike
Na imagem, compartilhada na internet ( veja abaixo ), a chamada no site da Nike dizia "Onde a magia acontece". Adquira o uniforme 2017/18 do FC Barcelona com o nome do mago", apelido do atacante, continua a empresa.

Kim Jong Un reitera que pode atingir EUA com armas nucleares
O otimismo foi compartilhado pelo presidente do comitê organizador, Lee Hee-Beom. "É como um presente de Ano Novo", disse. Segundo Kim Jong-un, o país tem que ser "um produtor em massa de ogivas e mísseis balísticos ".

Segundo a pasta, as vendas externas brasileiras somaram US$ 217,746 bilhões no ano passado, um aumento de 18,5% em relação a 2016, pela média diária. O superávit comercial foi de US$ 67 bilhões. "O superávit de 2016 se deu muito pela queda das importações", afirmou. As importações também cresceram, sintoma de que a economia interna melhorou, diferentemente do que ocorreu em 2016.

Com acordos comerciais e facilitação de exportações, o Brasil alcançou vendas recordes de veículo de passageiros para o exterior.

No caso das vendas ao exterior, os destaques ficaram com as exportações de produtos básicos (+28,7%), com maiores embarques de petróleo em bruto, minério de ferro, soja em grão, minério de cobre, milho em grão, carne bovina, entre outros.

Por fim, foi registrado um crescimento de 9,4% na venda de produtos manufaturados. Em 2017, o preço médio das mercadorias exportadas subiu 10,1%, puxado pela valorização das commodities. O aumento de preços foi de 32,2% no petróleo, 11,3% na celulose e 10,7% no açúcar em bruto.

Related news