Ministro da saúde do Brasil deixará o cargo para concorrer nas eleições

Ministro da saúde do Brasil deixará o cargo para concorrer nas eleições

Ministro da saúde do Brasil deixará o cargo para concorrer nas eleições

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, anunciou nesta quinta-feira (4) que irá deixar o cargo para se dedicar às eleições deste ano, em que deve concorrer a deputado federal.

O anúncio foi feito durante entrevista coletiva. Ele disse que só deixará o cargo antes dessa data se o presidente Michel Temer (MDB) pedir.

"Eu saio para disputar a eleição. Vou concorrer à eleição como deputado federal e fico no ministério até a data que o presidente me solicitar, desde que seja até 7 de abril", afirmou o ministro.

Produção de veículos cresce 25,2% em 2017 ante 2016, diz Anfavea
Entre os pesados, a produção de caminhões somou 82,8 mil unidades no ano passado, aumento de 37% sobre o desempenho de 2016. No caso dos ônibus, os emplacamentos somaram 11,7 mil unidades em 2017, expansão de 5,3% em relação a 2016.

J Balvin hace parte de las canciones favoritas del 2017 de Obama
A través de su cuenta de Instagram, Balvin respondió con un "Gracias, señor Presidente" a la publicación de Obama . Obama también ovacionó el libro " Coach Wooden and Me " del exastro del basquetbol Kareem Abdul-Jabbar.

Sasha Meneghel assume romance com Bruno Montaleone
No registro, o ator que interpretou o Glauco na novela teen 'Malhação - Seu Lugar no Mundo' , aparece deitado no ombro de Sasha , no maior clima de carinho.

A legislação determina que os ministros que queiram disputar a eleição devem deixar o comando das pastas até 7 de abril. Para ele, há um "excesso de zelo" nas notificações de possíveis casos da doença. A vice-governadora conta justamente com a possibilidade de assumir o governo por nove meses com a saída de Richa para alavancar sua pré-candidatura a um novo mandato junto aos deputados da base governista.

Nomeada como nova ministra do Trabalho, a deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) tomará posse na próxima terça. Ontem, o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic), Marcos Pereira (PRB), decidiu abandonar o governo.

Related news