CGU acha R$ 1,3 bilhões em 'pagamentos indevidos' no Bolsa Família

CGU acha R$ 1,3 bilhões em 'pagamentos indevidos' no Bolsa Família

CGU acha R$ 1,3 bilhões em 'pagamentos indevidos' no Bolsa Família

A Controladoria-Geral da União (GGU) constatou, através de uma auditoria realizada no programa Bolsa-Família, que há quase 350 mil cadastros no benefício com fortes indícios de fraudes na declaração de renda no momento do cadastro. Segundo a CGU, quem recebeu o pagamento indevidamente está sendo localizado.

"Não é aquele indivíduo que aumentou a renda, conseguiu emprego, melhorou que a gente vai atrás". O MDS aplicou o bloqueio dos benefícios para os casos em que as famílias tiveram renda per capita inconsistente identificada entre R$170,00 e meio salário mínimo (R$ 440,00), visto que se enquadram na regra de permanência (flutuações pontuais de renda que não alteram a condição estrutural de pobreza), sendo necessário o recadastramento para o desbloqueio.

A informação sobre as fraudes, divulgada pelo "Bom Dia Brasil", da TV Globo, foi repassada ao Ministério do Desenvolvimento Social (MDS). Além disso, a pasta disse que está corrigindo falhas para que os beneficiários do programa social possam ser revisados todos os meses. Famílias com casa própria e carro de luxo também foram identificadas no cadastro.

Cuidado com o golpe do cupom do Burger King
O usuário recebe uma mensagem com um link, a vítima acaba acreditando realmente que ganhará o desconto e acaba clicando no link. Esse é, possivelmente, um dos golpes mais comuns: envolve algo pontual, como um evento, uma celebridade ou empresa.

Ministro da saúde do Brasil deixará o cargo para concorrer nas eleições
Ele disse que só deixará o cargo antes dessa data se o presidente Michel Temer (MDB) pedir. "Eu saio para disputar a eleição. Ontem, o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic), Marcos Pereira (PRB), decidiu abandonar o governo.

Jorge Jesus espera ganhar o dérbi do "desempate"
Quando os resultados não são tão positivos, a pressão é um pouco mais difícil de controlar, mas isso faz parte. O Benfica-Sporting, a contar para a jornada 16 do campeonato, realiza-se esta quarta-feira, às 21h30.

"Nós já temos cartas enviadas para as famílias. Ainda é um universo muito pequeno, mas eu acredito que, no andamento deste processo, nós obteremos a devolução dos R$ 12 milhões que foram recebidos indevidamente por essas famílias", destacou Alberto Beltrame, secretário-executivo do ministério do Desenvolvimento Social.

O Bolsa Família atende, de acordo com a CGU, a 13,5 milhões de famílias que vivem em situação de extrema pobreza (renda mensal por pessoa até R$ 85) e de pobreza (renda mensal por pessoa entre R$ 85,01 e R$ 170, desde que tenham em sua composição crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos). Tem direito ao benefício a família que tem renda de R$ 170 por pessoa. Algumas famílias apontadas na fiscalização da CGU tinham renda de mais de R$ 1.900 por pessoa.

Em Piancó, no sertão da Paraíba, quase 54% dos cerca de 16 mil habitantes da cidade eram beneficiários do programa social. "Nada mais justo do que eles, que são responsáveis pelo programa, terem esse controle dos cadastros, lógico que com possível apoio dos municípios que estão mais próximos dessas famílias, mas, neste último caso, só se for viável para as prefeituras", avalia. Na lista de beneficiários estão servidores da Prefeitura e da Câmara Municipal, segundo a CGU.

Related news