Trump desmente que o seu secretário de Estado esteja de saída

Trump desmente que o seu secretário de Estado esteja de saída

Trump desmente que o seu secretário de Estado esteja de saída

Por sua vez, o presidente americano evitou nesta quinta-feira responder aos rumores de que planeja substituir seu secretário de Estado, ao ser perguntado sobre o assunto por um jornalista durante uma reunião no Salão Oval da Casa Branca com o príncipe do Bahrein, Salman bin Hamad Al Khalifa.

O presidente dos Estados Unidos parece ter esgotado a sua paciência com o Secretário de Estado, Rex Tillerson, e segundo o The New York Times, está em marcha um plano de substituição.

As relações entre Tillerson, antigo presidente do conselho de administração da gigante petrolífera ExxonMobil, estreante na política, e Trump são notoriamente difíceis: os dois tiveram divergências públicas sobre diversos 'dossiers', das alterações climáticas ao Irão, passando pela Coreia do Norte e pela crise do Golfo, e o Presidente criticou por vezes abertamente o seu ministro.

Junior Barranquilla x Flamengo ao vivo: saiba onde assistir a Sul-Americana
O primeiro jogo da decisão será realizado na próxima quarta-feira, em Avellaneda e a finalíssima será no Maracanã, no dia 13. Dono do bordão "Vizeu Ta Aí", o centroavante jogo após jogo vem demonstrando que pode substituir a ausência de Guerrero.

Google Datally gerencia internet 4G no Android para economizar dados
Já na parte de controle de dados o app exibe na tela do smartphone quanto um aplicativo aberto está gastando da sua franquia. O controle de dados do Datally tem um indicador em formato de bolha.

OCDE revê em alta crescimento de Portugal até 2019
Para 2018, a previsão é de aumento da riqueza em Portugal de 2,3 por cento, enquanto nos países do Euro será de 2,1. A economia alemã deve ainda crescer 1,9% em 2019, na avaliação da entidade.

Desde março passado que circulavam informações de que a equipa sob a alçada de Tillerson estava desmoralizada com o futuro do Departamento, desencorajados pela forma distante e aparentemente desinteressada como Tillerson os tratava e com a sua incapacidade ou falta de vontade para nomear pessoas para cargos diplomáticos importantes.

Um cenário que o próprio desmentiu na altura, embora nunca tenha negado ter chamado "idiota" a Trump. (.) Ele ama este país. "É inteligente. Pede resultados onde que que vá e pede contas aos que estão à sua volta", afirmou na altura Rex Tillerson, em reacção a uma notícia da NBC que dava como iminente a sua saída.

Related news