Putin anuncia que concorrerá à reeleição

Putin anuncia que concorrerá à reeleição

Putin anuncia que concorrerá à reeleição

Durante meses, Putin evitou dar uma resposta definitiva quanto à possibilidade de se apresentar às eleições marcadas para 18 de Março.

O presidente russo Vladimir Putin anunciou nesta quarta-feira (6/12) que disputará a eleição de março de 2018 para tentar um quarto mandato, o que o manteria à frente do país até 2024.

Relator conclui voto sobre condenação de Lula na Lava Jato
De acordo com o processo, o ex-presidente recebeu o apartamento como pagamento de propina em troca de favores na Petrobras. Foi definido o primeiro voto que julgará o recurso contra a condenação do ex presidente.

EUA e Seul iniciam manobras aéreas em reação à Coreia do Norte
McMaster, que durante um fórum sobre defesa afirmou que a probabilidade de uma guerra com a Coreia do Norte "aumenta a cada dia". Apesar das constantes ameaças, os norte-coreanos acusam o presidente americano, Donald Trump, de incitar uma guerra nuclear.

Rusia 2018: ¿Cuál es el "Grupo de la Muerte"?
Varios de estos mensajes comentaron la buena suerte de Colombia en el sorteo, otros simplemente se burlaron de la situación. Además, será la cuarta ocasión que la tricolor juegue contra un equipo africano en el torneo más importante de selecciones.

Na fábrica de automóveis, mais cedo o presidente disse que não poderia encontrar melhorar lugar para anunciar sua candidatura. Impedido constitucionalmente de se recandidatar, exerceu posteriormente funções de primeiro-ministro, enquanto o aliado Dmitri Medvedev, no cargo de presidente, alargava o mandato presidencial para seis anos.

Presidente da Rússia confirma participação nas eleições de março de 2018 em busca de um quarto mandato. Putin cumpriu dois mandatos presidenciais entre 2000 e 2008, foi depois primeiro ministro durante os quatro anos de Medvedv no Kremlin e voltou à presidência em 2012 - cargo que deve continuar a ocupar, visto que a última sondagem divulgada na Rússia, segundo a Reuters, lhe dá uma vantagem confortável. Caso seja eleito, vai manter-se no poder até 2024. A par deles, Ksenia Sobchak, uma vedeta da televisão, também deve ser candidata nestas eleições. O rival mais importante de Putin, Alexei Navalny, quer se candidatar, mas está impedido por ter sido condenado judicialmente em casos que ele afirma terem motivação política. No entanto, estava evitando responder diretamente. "Sim", gritou a audiência, ao som de fortes aplausos.

Related news