PF prende suspeitos de integrar quadrilha de tráfico internacional de drogas

PF prende suspeitos de integrar quadrilha de tráfico internacional de drogas

PF prende suspeitos de integrar quadrilha de tráfico internacional de drogas

Policiais federais fizeram hoje (19) uma operação para cumprir 36 mandados de prisão preventiva contra acusados de participar de esquema de tráfico internacional de drogas e descaminho de mercadorias dentro do Aeroporto Internacional Tom Jobim/Galeão. Na operação, denominada de 'Rush', os agentes cumprem ao todo 36 mandados de prisão e um de condução coercitiva contra funcionários e terceirizados da Infraero e da Receita Federal. Essa está sendo considerada a maior operação policial realizada no aeroporto. Ao retornar ao Galeão, foram descobertos 37 quilos de cocaína no interior da bagagem.

Ainda segundo informações da Polícia Federal, os funcionários do aeroporto escolhiam um passageiro de forma aleatória, imprimiam um tíquete com o nome do indivíduo e colocavam em uma mala com drogas. "Entre os mandados de prisão, pelo menos 23 são em desfavor de funcionários do aeroporto e 02 contra servidores da Receita Federal", explicou a PF em nota.

Ao primeiro grupo, cabia o embarque de malas recheadas de cocaína em aviões com destino ao exterior, burlando a fiscalização da polícia e da alfândega. As ações ocorreram nos bairros do Recreio dos Bandeirantes, Barra da Tijuca, Campo Grande, Ramos, Ilha do Governador, Olaria, Bonsucesso, Saúde, Inhaúma, Praça Seca, Tomás Coelho, Magalhães Bastos, Vaz Lobo, Bangu e Jacarepaguá. A função deles era colocar malas em voos internacionais sem que elas fossem inspecionadas.

Um ônibus levou os presos para a sede da Polícia Federal. Oservidor foi flagrado durante as investigações recebendo propina para liberar mercadorias, de acordo com a Polícia Federal. O entorpecente era cuidadosamente preparado em malas para o embarque.

Agentes da PF durante operação no Galeão
Agentes da PF durante operação no Galeão

Segundo a PF, as investigações, iniciadas há cerca de dez meses, apontam a participação de funcionários do próprio aeroporto e de companhias aéreas, com apoio de servidores públicos da área de fiscalização aduaneira.

A PF ainda dá conta de que no balcão de check-in, funcionários da companhia aérea providenciavam a duplicação irregular de etiquetas de bagagem despachadas por outros passageiros, inocentes, e que não pertenciam à quadrilha, afixando às malas preparadas pela quadrilha, para as quais providenciavam o despacho com o objetivo de garantir a entrada delas na área restrita, simulando destinação para voo doméstico.

Já o terceiro grupo criminoso furtava diariamente garrafas de bebidas alcóolicas, como vinho e champanhe, de aeronaves em pouso. Os detidos são suspeitos dos crimes de tráfico de drogas, contrabando e descaminho, e de desviarem bebidas de aeronaves. Após os procedimentos de praxe, eles serão encaminhados ao sistema prisional. Funcionários da empresa de 'catering' realizavam o furto, levando os vasilhames para áreas conhecidas como 'pontos cegos', onde era feita a triagem.

Segundo a PF, o esquema se mostrou bem estruturado, contando também com auxílio de membros de empresas com trânsito livre na pista do Galeão, responsáveis por retirar a mercadoria furtada das dependências do aeroporto. Agentes de portaria e da segurança eram cooptados para fazer "vista grossa" da saída das bebidas, que eram depois vendidas a receptadores. No curso das investigações, a PF realizou, em setembro, a maior apreensão de cocaína da história do Galeão, contabilizando mais de 300kg da droga. Em setembro, a PF prendeu dois funcionários do aeroporto e um receptador.

Moreirense-FC Porto nos quartos de final da Taça de Portugal
O emparelhamento ditou que, caso vençam nos quartos-de-final, Sporting e FC Porto defrontam-se nas meias-finais da Taça de Portugal.

Mata mulher grávida depois de ler mensagens no Whatsapp
A polícia disse ter desconfiado da história contada pelo suspeito porque ele acabou caindo em contradições durante o depoimento. Autuado em flagrante por feminicídio, ele ficará custodiado na carceragem da Coorpin/Serrinha, à disposição da Justiça.

Negociações avançam, mas 27 pedem "mais clareza" — Brexit
Os líderes da União Europeia (UE) deram o sinal verde para o prosseguimento das negociações da saída do Reino Unido do bloco comum, o Brexit .

Related news