Justiça espanhola mantém a prisão de quatro líderes catalães

Justiça espanhola mantém a prisão de quatro líderes catalães

Justiça espanhola mantém a prisão de quatro líderes catalães

O ex-vice-presidente do governo catalão, Oriol Junqueras, permanecerá em prisão preventiva, segundo anunciou hoje o juiz do Supremo Tribunal espanhol.

Além de Junqueras e Forn, foram mantidos presos os líderes das organizações Assembleia Nacional Catalã, Jordi Sànchez, e da Omnium Cultural, Jordi Cuixar, que são alvo de acusações de sedição.

Segundo o juiz Pablo Llarena, há o "risco de fuga e de reiteração do delito" caso Junqueras e Forn - além dos dois Jordis - sejam recolocados em liberdade.

"Os seus casos estão diretamente ligados a uma explosão de violência que, a repetir-se, não deixam margem para corrigir ou satisfazer aqueles que foram envolvidos nela", considerou o juiz Pablo Llarena.

Ligue 1: Strasbourg fait chuter le PSG à la Meinau!
Pour affronter les RCSA , Unai Emery pourrait faire quelques changements en vue de la rencontre face aux Bavarois mardi prochain. Les Parisiens ont ensuite dominé avant de revenir au score sur un but de Kylian Mbappé . " Strasbourg a fait son match".

Trump desmente que o seu secretário de Estado esteja de saída
Um cenário que o próprio desmentiu na altura, embora nunca tenha negado ter chamado "idiota" a Trump. (.) Ele ama este país. "É inteligente.

Mundial'18: Espanha, Irão e Marrocos no caminho de Portugal
Portugal estreia-se com a Espanha, orientada pelo ex-treinador do FC Porto Julen Lopetegui, a 15 de junho, em Sochi, defronta Marrocos a 20, em Moscovo, e fecha a 25, em Saransk, com o Irão.

Aos restantes seis antigos ministros (Raul Romeva, Carles Mundó, Dolors Bassa, Meritxell Borràs, Josep Rull e Jordi Turull) foi aplicada uma fiança de 100.000 euros, detalha o El País.

Já os outros seis ex-conselheiros podem sair em liberdade se pagarem a fiança estabelecida, mas devem comparecer todas as semanas perante o "Supremo Tribunal da Catalunha ou outro tribunal que lhes seja mais conveniente".

O incumprimento de qualquer uma destas determinações implica o regresso à prisão dos arguidos.

Sublinhe-se que esta decisão foi divulgada esta segunda-feira, véspera do início da campanha eleitoral para as eleições regionais da Catalunha, que estão marcadas para 21 de dezembro.

Related news