Gaeco cumpre mandado de busca e apreensão em Paranaguá

Gaeco cumpre mandado de busca e apreensão em Paranaguá

Gaeco cumpre mandado de busca e apreensão em Paranaguá

Entre os alvos estão delegados de Polícia Civil, chefes de departamento, escrivães, investigadores e advogados. "As investigações referentes à primeira fase da Operação Bolsão ensejaram o oferecimento de denúncia criminal contra todos os envolvidos, cujo processo já está em fase final de instrução processual", informou a coordenação do Gaeco.

A Operação Fénix cumpriu mandados de prisão também em outras cidades da região: Uberaba, Araguari, Patos de Minas, Monte Alegre de Minas, Passos, Pouso Alegre, Araxá e Belo Horizonte, todas no estado de Minas Gerais, além de Cascavel/PR e Cuiabá/MT. Também foram expedidos 121 mandados de busca e apreensão e quatro mandados de condução coercitiva, quando o investigado é levado para depor em juízo. Dentre os crimes investigados estão associação para o tráfico de drogas, obstrução de Justiça, organização criminosa, receptação, corrupção passiva e ativa, estelionato.

O Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público de Mato Grosso do Sul, realizou a segunda fase da Operação Bolsão, batizada Padrinho, que tem o objetivo de combater a prática dos crimes de associação criminosa, corrupção, concussão e lavagem de dinheiro.

Coreia do Norte é 'diretamente responsável' pelo ataque cibernético 'WannaCry — EUA
Não foi possível contatar representantes do governo norte-coreano de imediato para obter comentários. A declaração é de um alto funcionário da Casa Branca nesta segunda-feira (18).

Moreirense-FC Porto nos quartos de final da Taça de Portugal
O emparelhamento ditou que, caso vençam nos quartos-de-final, Sporting e FC Porto defrontam-se nas meias-finais da Taça de Portugal.

Governo reduz horário de verão para 2018
A medida encurta em quinze dias a duração do horário de verão, que começou este ano em 15 de outubro e vai até o 17 de fevereiro. Este decreto entrará em vigor no primeiro domingo de novembro de 2018.

A Assessoria de Imprensa da Polícia Militar Rodoviária estadual relatou que deve se pronunciar sobre a situação ainda no decorrer da manhã desta terça-feira (19). Os prédios das delegacias regionais de Uberlândia e Araguari foram alvo de buscas que contaram com o apoio da Receita. No início do ano a operação envolveu seis promotores de Justiça e 32 policiais militares.

Mais informações sobre a operação serão divulgadas a qualquer momento. A Polícia Civil e o Ministério Público do Estado de Mato Grosso também não foram comunicados da operação, que teve mandados cumpridos em Cuiabá.

Related news