Ex-executivo do Facebook crê que redes sociais estão arruinando a sociedade

Ex-executivo do Facebook crê que redes sociais estão arruinando a sociedade

Ex-executivo do Facebook crê que redes sociais estão arruinando a sociedade

O Facebook é enorme e possui mais de 2 bilhões de usuários, então não é surpreendente pensar que ele influencia muito a vida do mundo quase inteiro.

A opinião do ex-executivo do Facebook, Chamath Palihapitiya, de que a rede social estaria "destruindo a sociedade" fez a empresa de Mark Zuckerberg se pronunciar oficialmente.

Jornais internacionais como o El País e o The Guardian recordam que as críticas de Palihapitiya estão em sintonia como o que disse recentemente outro antigo responsável do Facebook, Sean Parker, que foi o primeiro presidente da empresa. E aconselhou os presentes a fazerem uma pausa nas redes sociais.

Chuva de estrelas cadentes poderá ser vista nesta madrugada
Há inclusive risco de chuva que pode vir com forte intensidade sobre o Tocantins, centro-sul e leste do Pará. Para quem prefere ficar em casa, a agência transmitirá ao vivo para todo o mundo o show luminoso.

Maracayeros participaron masivamente en cierre del registro del CDLP
En los otros cuatro municipios (Chacao, Baruta, El Hatillo y Sucre) la batalla es distinta. Con el Carnet de la Patria se registra en la puerta y luego puede votar.

Real Madrid já tem rival nas meias-finais (vídeo) — Mundial de Clubes
O Al Jazira respondeu com perigo aos 35, quando o meia Boussoufa driblou o zagueiro na esquerda e cruzou na segunda trave. O time japonês foi com tudo para o ataque em busca do empate, mas esbarrou na má pontaria dos seus homens de frente.

Palihapitiya disse também que "no curto prazo, feedbacks constantes guiados pela dopamina estão destruindo a maneira que a sociedade funciona", referindo-se às interações rápidas do Facebook, com os botões de "curtir" e "amei", por exemplo. "É um problema global", continuou.

"Não posso controlar [o Facebook], mas posso controlar minha decisão, que é não usar essa merda".

Não é a primeira vez que um ex-funcionário do Facebook critica o poder excessivo que a rede social construiu com o passar dos anos. Ele disse, ainda, que se arrepende tremendamente de ter colaborado para com essa realidade, já que trabalhou na maior rede social do mundo entre 2007 e 2011, onde liderava o setor de crescimento de usuários. Um antigo gerente de produto do Facebook, Antonio Garcia-Martinez, escreveu um livro explicando como o Facebook mente sobre a capacidade de influenciar pessoas com base nos dados coletados sobre ela. Palihapitiya é crítico da forma como Silicon Valley funciona e lamenta que os investidores injectem dinheiro em "empresas estúpidas, inúteis e idiotas", em vez de contribuírem para a resolução de problemas como determinadas doenças ou as alterações climáticas.

Related news