Défice orçamental português foi de 0,3% do PIB no 3.º trimestre

Défice orçamental português foi de 0,3% do PIB no 3.º trimestre

Défice orçamental português foi de 0,3% do PIB no 3.º trimestre

O ministro das Finanças, Mário Centeno, associou, esta sexta-feira, a palavra "credibilidade" aos resultados financeiros positivos do país, na sequência da divulgação de um défice orçamental das Administrações Públicas de 0,3% do Produto Interno Bruto (PIB) até setembro.

Segundo divulga hoje o INE, até setembro verificou-se um aumento da receita de 5,5%, com destaque para os aumentos da receita com impostos sobre a produção e importação (7,1%), nomeadamente com IVA, e com as contribuições sociais (5,3%), e uma diminuição da despesa de 0,4%.

Em comunicado enviado esta sexta-feira às redacções, o Ministério das Finanças destacou que, olhando apenas para os valores do terceiro trimestre, o saldo das administrações públicas foi de 1256,1 milhões de euros, o que corresponde a um excedente de 2,6% do PIB trimestral. E justificam o optimismo do Governo que ao longo do ano quanto ao cumprimento do défice.

Temer passa presidência do Mercosul para o Paraguai destacando reforma da Previdência
Atualmente, fazem parte do grupo: Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai. O encontro marca o término da gestão brasileira, que começou em julho.

Cade anuncia investigação sobre cartel de empreiteiras em São Paulo
Um deles está relacionado à construção do Rodoanel Mario Covas, de responsabilidade da Desenvolvimento Rodoviário S/A (Dersa). As investigações se baseiam nas delações de executivos da Odebrecht , que revelaram ao Cade como funcionariam os cartéis .

Diferença de altura entre Pabllo Vittar e Simone e Simaria agita web
Ela ficou conhecida pelas músicas "Sua Cara", com Anitta e Major Lazer, "K.O." e " Corpo Sensual ". Até Pabllo Vittar entrou na brincadeira, afirmando que é mesmo um avatar, em publicação no Twitter.

Na quinta-feira, o primeiro-ministro, António Costa, anunciou, perante o Presidente da República, que o défice de 2017 será inferior a 1,3% do PIB, ficando abaixo da meta.

O défice orçamental dos primeiros nove meses revela também uma melhoria face ao primeiro semestre do ano (quando representou 1,9% do PIB) e fica bem abaixo da meta do Governo para o conjunto de 2017, de obter um défice 1,4% do PIB. O "maior excedente trimestral" desde o início da série estatística, em 1995. Sobre a descida do défice, diz que a sua "redução equilibrada", com "reforço do investimento e das políticas sociais", permite a "redução sustentada da dívida pública, factor essencial para garantir o financiamento do Estado, empresas e famílias". "Vamos terminar o ano com a dívida pública próxima dos 126%", sublinhou ainda, com o Governo a afirmar que a redução será a maior dos últimos 19 anos. "Este processo terá como limite temporal março de 2018, quando o INE transmitir a primeira notificação do Procedimento dos Défices Excessivos [PDE] relativa a 2017", reafirma hoje a autoridade estatística portuguesa.

Related news