Trump e Putin de acordo em relação ao Daesh

Trump e Putin de acordo em relação ao Daesh

Trump e Putin de acordo em relação ao Daesh

Um promete que o outro jura.

O presidente americano, Donald Trump, afirmou que o presidente da Rússia, Vladimir Putin, negou novamente a interferência russa nas eleições presidenciais americanas durante suas conversas no sábado na cúpula da Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (APEC, na sigla em inglês) na cidade vietnamita de Danang.

"Ele disse-me que não tinha tido absolutamente nenhuma interferência nas nossas eleições", avançou Trump sobre a conversa que manteve com Putin, à margem do Fórum de Cooperação Económica da Ásia-Pacífico (APEC), a decorrer em Danang, no Vietname.

"Os presidentes abordaram a necessidade de diminuir os sofrimentos humanos na Síria e fizeram um apelo a todos os países-membros da Organização das nações Unidas (ONU) para aumentar sua contribuição a fim de satisfazer as necessidades humanitárias durante os próximos meses", finalizou a declaração. Eu acho que ele fica muito insultado por isso, o que não é bom para o nosso país - disse Trump aos repórteres. "Acredito realmente, quando me diz isso, que está a ser sincero", disse Trump aos jornalistas.

Crise da Coreia do Norte requer cooperação entre Rússia e EUA — Kremlin
O porta-voz norte-coreano disse que nada impediria os norte-coreanos de prosseguirem com seu programa de armas nucleares. A questão da Coreia do Norte está na agenda da visita do presidente dos EUA, Donald Trump , aos países asiáticos.

Convocado por Tite, Danilo espera se consolidar na seleção brasileira
Perguntado sobre o que fazer se tiver uma chance, Danilo afirmou que nada deve ser diferente do que já vem fazendo em seu clube. A missão do jogo contra o Japão será ajudá-lo a definir as últimas vagas para a Copa do Mundo do ano que vem.

Ubisoft acredita que novos consoles serão anunciados à partir de 2020
O valor pode ser dividido em até 9x sem juros, ou ser pago de uma vez com desconto para R$ 3.519,12. Há também uma linda caixa que você com certeza vai querer guardar.

Acerca do mesmo assunto, Vladimir Putin também considerou "absurdas" as suspeitas de interferência russa nas eleições dos Estados Unidos.

Os líderes expressaram "a sua satisfação com os esforços bem-sucedidos dos EUA e da Rússia para evitar efetivamente incidentes perigosos entre os militares dos EUA e da Rússia, o que permitiu elevar consideravelmente o número de vítimas do Daesh nos campos de batalha nos últimos meses".

De acordo com Dmitri Peskov, porta-voz de Putin, a declaração, pactuada ainda neste sábado pelo ministro de Exteriores russo, Sergei Lavrov, e o secretário de Estado americano, Rex Tillerson, foi aprovada pelos dois presidentes num breve encontro durante a cúpula da Cooperação Econômica Ásia-Pacífico.

Numa declaração conjunta, Trump e Putin afirmam que concordam "que o conflito na Síria não tem solução militar" e confirmam a sua "determinação de derrotar o Estado Islâmico" (EI).

Related news