Secretário britânico cai por má conduta sexual

Secretário britânico cai por má conduta sexual

Secretário britânico cai por má conduta sexual

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos.

O secretário de Defesa britânico, Michael Fallon, renunciou nesta quarta-feira (1º) em meio a alegações de que, em 2002, ele fez avanços sobre a jornalista Julia Hartley-Brewer, tocando no joelho da repórter de uma maneira "insistente".

Fallon pediu desculpas anteriormente nesta semana por tocar o joelho de uma apresentadora de rádio em 2002 -algo que a mulher em questão descreveu nas redes sociais como "ligeiramente engraçado".

"Reconheço que, no passado, estive abaixo dos altos padrões que requeremos das Forças Armadas que eu tenho a honra de representar", escreveu Fallon em sua carta de renúncia entregue à primeira-ministra Theresa May.

- Diversas acusações sobre parlamentares foram reveladas nos últimos dias; incluindo uma sobre a minha conduta passada.

Bilhete revela que terrorista de Nova York teria ligação com o Daesh
No momento, encontra-se hospitalizado com ferimentos graves, segundo o comissário-chefe da polícia de Nova York , James O'Neill. O presidente Donald Trump , na rede social Twitter , considerou o atacante como uma "pessoa doente e desequilibrada".

Melhor versão do iPhone X custará cerca de R$ 7.799 no Brasil
O lançamento do iPhone 8 está marcado para esta sexta-feira, 3 de novembro, mas o iPhone X deve demorar um pouco mais. A versão especial de 10 anos do iPhone deve chegar ao Brasil custando R$ 7.000 em sua versão mais barata de 64 GB.

Senado vota nesta semana projeto que regulamenta aplicativos de transporte
Segundo Bauer, caso o substitutivo seja derrubado, aí sim, os senadores devem deliberar pelo polêmico PLC 28/2017. Romão Bonfim acredita que a aprovação do projeto pode acabar com os aplicativos de transporte.

- Aprecio a forma especialmente séria como considerou a sua posição e o particular exemplo; que quer dar aos homens e mulheres militares e a outros - afirmou May.

A saída do ministro, de 65 anos, priva a primeira-ministra de um dos membros mais experientes de seu governo e exige uma reforma no momento em que May tem sua liderança contestada.

A decisão chega no momento em que numerosos políticos britânicos são alvo de acusações de assédio sexual, no rastro do caso Weinstein, o produtor de Hollywood. É o caso de uma assessora parlamentar que denunciou ao Guardian ter sido sexualmente atacada por um deputado, ou o de uma activista do Labour que revelou ter sido violada por um dirigente partidário num evento realizado em 2011 e posteriormente aconselhada a manter-se em silêncio.

Segundo o jornal The Independent, o nome do ministro constará ainda de uma lista de 36 políticos conservadores que estarão envolvidos em acusações de "comportamento sexual impróprio".

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

Related news