Rosinha Matheus ganha habeas corpus e pode deixar a prisão

Rosinha Matheus ganha habeas corpus e pode deixar a prisão

Rosinha Matheus ganha habeas corpus e pode deixar a prisão

Rosinha deixou a Cadeia Pública de Benfica, por volta das 0h21.

A Procuradoria Geral do município de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, protocolou nesta terça-feira (28), no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), um pedido de vista dos autos e de toda a documentação do processo que ocasionou a prisão dos ex-governadores Anthony e Rosinha Garotinho, ambos do PR, e de dois ex-secretários da Prefeitura, Suledil Bernardino e Thiago Godoy.

A ex-governadora vai ser monitorada por uma tornozeleira eletrônica e está proibida de deixar o Rio.

Rosinha apenas "consentiu com os crimes" do marido, Anthony Garotinho, dizem os procuradores, que defenderam a manutenção da prisão dele. Com um ventilador na mão, ela saiu acompanhada de seu advogado, Carlos Azeredo, e encontrou a filha Clarissa Garotinho na porta da penitenciária.

Última mensagem de submarino desaparecido reporta curto-circuito
O incidente deu origem a uma operação de busca sem precedentes, que envolveu já 15 países. Atualmente em imersão, propulsando com um circuito dividido.

UnB recebe nota máxima no índice geral de cursos do MEC
A Unesc, faculdade de Colatina, também teve o curso de tecnologia em estética e cosmética avaliado com nota máxima . Trinta e duas instituições obtiveram nota 3 no IGC, que equivale a "insuficiente".

Vamos enfrentar, diz Trump sobre nova provocação da Coreia do Norte
Na semana passada, os Estados Unidos colocaram a Coreia do Norte na lista de países que patrocinam o terrorismo. O míssil voou a leste da província de Pyongyang Sul, informou o Estado-Maior Conjunto (JCS, em inglês) à AFP.

Ela foi beneficiada por decisão unânime nos desembargadores do TRE (Tribunal Regional Eleitoral), que acolheram um habeas corpus impetrado por sua defesa. Eles entenderam que Rosinha não tinha posição de comando na organização criminosa e nem prejudicaria as investigações, em caso de deixar a prisão.

De acordo com a denúncia do MPE (Ministério Público Eleitoral), o grupo econômico J&F fez uma doação ilegal de R$ 3 milhões, simulando um contrato com uma empresa indicada por Garotinho para financiar sua campanha ao governo do estado em 2014.

Em relação a Garotinho, a desembargadora Cristiane Frota alegou, em seu voto, que "as medidas cautelares diversas da prisão não se mostram suficientes para resguardar a adequada e necessária instrução criminal".

A ex-governadora e o marido foram presos na última 4ª feira (22.nov.2017).

Related news