Moro nega novamente transferência de Cunha

Moro nega novamente transferência de Cunha

Moro nega novamente transferência de Cunha

Ainda não se sabe se o ex-parlamentar, condenado a 15 anos de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, ficará sozinho em uma cela, mas, independentemente das instalações do presídio paranaense, Cunha deverá sentir saudades do DF.

Os desembargadores decidiram ainda pelo cumprimento imediato da pena após julgamento dos recursos de Cunha.

O desembargador João Pedro Gebran Neto, relator da Operação Lava Jato no Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF4), chegou a pedir o aumento da pena de Cunha para 18 anos de prisão.

Em primeira instância, o juiz Sérgio Moro condenou, em março, o peemedebista a 15 anos e quatro meses de cadeia pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas na compra de um campo petrolífero em Benin, na África, pela Petrobrás, em 2011 - transação que teria garantido propina de US$ 1,5 milhão para Cunha. Com informações do Estadão Conteúdo. Ele se disse a favor da redução da pena para 14 anos e seis meses, posição que foi seguida pelo desembargador Victor Laus, desempatando a questão. Ele desconsiderou uma das acusações de lavagem de dinheiro. Para o magistrado, o ex-deputado poderia usar sua influência política conseguir vantagens indevidas. Em um longo depoimento ao juiz Sérgio Moro, Cunha negou as irregularidades e disse que nunca recebeu propina e nem manteve contas secretas no exterior. "Não resta dúvida de que Cunha era o verdadeiro titular das contas". Para Paulsen, se tratam de recursos já lavados e pelos quais o réu já foi condenado, não podendo haver dupla condenação.

Dónde comprar en el Buen Fin 2017
Productos como celulares o laptops no tenían descuentos , mientras que ya no tenían suficientes pantallas de todas las marcas. Recordó que en años anteriores se ha mantenido un porcentaje de 20 a 30 por ciento en estos cuatro días.

El capitán había informado sobre un problema con las baterías
Se está buscando determinar el origen preciso de las señales, que no lograron conectarse, dijo el Ministerio de Defensa. La zona de búsqueda inicial era un área de 300 km de diámetro a 450 km de la costa argentina en el Golfo San Jorge.

'Rumores': premiê do Líbano nega que tenha sido detido na Arábia Saudita
Macron convidou Hariri para ficar na França e afirmou que ele pode ficar por semanas, caso deseje. Ele acrescentou que Hariri ainda deve ser considerado como o primeiro-ministro do Líbano.

O revisor afirmou que essas decisões, "ao fim e ao cabo buscam a probidade na administração pública, como o povo deseja, sem desvios de finalidade no exercício das funções".

"Sua influência política em Curitiba é certamente menor do que em Brasília ou no Rio de Janeiro". Dessa forma, ele deve seguir preso no Complexo Médico-Penal, na região metropolitana de Curitiba.

Para que a Justiça aprovasse o pedido, os advogados de Cunha argumentaram que a esposa do ex-parlamentar mora em Brasília e que o escritório de sua defesa fica na capital federal.

Related news