Hollywood já tem dona: Gal Gadot

Hollywood já tem dona: Gal Gadot

Hollywood já tem dona: Gal Gadot

Pelo menos enquanto Brett Ratner, diretor acusado de assédio e homofobia, continuar associado à franquia do filme, essa é a decisão da atriz. No primeiro filme, a produtora de Ratner, RatPac-Dune Entertainment, ajudar a financiar o longa.

Três noites antes percorrer mais um tapete vermelho estendido na entrada de um cinema para a estreia de Liga da Justiça, no início de novembro, em uma gélida Londres - cuja temperatura se aproximava do 0º C -, Gal Gadot ouviu de um amigo a teoria de que o filme protagonizado por ela, Mulher-Maravilha, lançado em junho deste ano, havia mudado o jogo de Hollywood para sempre - e para o bem.

Um dos mais recentes homens sob fogo por agressão sexual e abusando de seu poder em Holywwod é Brett Ratner, que dirigiu X-Men: O Confronto Final. Houve também denúncia de assédio sexual por Oivia Munn, que interpreta Psylocke no mesmo filme. "Brett fez muito dinheiro com Mulher Maravilha e agora Gadot disse que não vai assinar para participar das próximas sequências a não ser que a Warner Bros compre a parte de Brett e se livre dele", afirmou.

Fundador da Web Summit pede desculpa aos portugueses
No caso de jantares, o preço da tabela varia entre os 3.000 euros, no corpo central, e os 1.500, no coro alto do Panteão. Está a causar polémica o jantar que decorreu na sexta-feira à margem da Web Summit, no Panteão Nacional.

Com testes, Seleção de Tite bate Japão em penúltimo jogo do ano
Quando a partida ainda estava empatada em 0 a 0, Fernandinho foi derrubado na área após cobrança de escanteio para o Brasil. O próximo teste da Seleção será diante da Inglaterra, terça-feira, às 18h (de Brasília), em Londres.

Trump cambia su postura sobre Corea del Norte
En los 10 primeros meses del año, el déficit comercial estadounidense con China alcanzó los 223.000 millones de dólares. Además, China anticipa que en esta visita habrá importantes acuerdos comerciales que puedan calmar a Washington.

Ao PageSix, a fonte disse, sobre a atriz: "Ela é forte e acredita em seus princípios".

"Ela também sabe que a Warner Bros deve ficar do lado dela", continua.

Na semana passada, Warner Bros já havia anunciado estreitar relações com Ratner em meio às acusações de assédio. Ela também postou no seu Instagram que bullying e assédio sexual são inaceitáveis. "Eu estou ao lado de mulheres corajosas que estão enfrentando seus medos e denunciando esses casos. Juntas permanecemos. Estamos juntas em um momento de mudança", escreveu.

Related news