Relatório de Bonifácio de Andrada pede rejeição de denúncia contra Temer

Relatório de Bonifácio de Andrada pede rejeição de denúncia contra Temer

Relatório de Bonifácio de Andrada pede rejeição de denúncia contra Temer

O deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) iniciou às 16h24min desta 3ª feira (10.out.2017) a leitura de seu relatório sobre a denúncia contra o presidente Michel Temer e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria Geral da Presidência) na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça). O tucano disse ter ido dormir às 3 horas da manhã desta terça-feira para conseguir concluir o documento com sua equipe, motivo que o levou a pedir para adiar a leitura do relatório para o período da tarde.

Antes de ser analisada em plenário, a denúncia deve passar pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara.

O presidente do colegiado, Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), deve começar os trabalhos indeferindo de ofício os requerimentos da oposição que pedem o fatiamento da votação da denúncia contra os peemedebistas.

Todas as demais questões de ordem também foram negadas, como mostra o vídeo acima com a reportagem completa. Então, os três advogados de defesa poderão fazer a sustentação oral.

"O futebol não está assim tão diferente" — Heynckes apresentado
Recorde-se que o Bayern vai, este sábado, jogar pela primeira vez desde o despedimento de Ancelotti. Até o meu cão ladrou duas vezes, o que significa que eu tinha mesmo de voltar", confidenciou.

Perto de um milhão de manifestantes contra a independência — Catalunha
A votação terminou com a vitória do "sim" pela secessão, com 90% dos votos, mas menos da metade dos eleitores catalões votou. Há já algum tempo que o nacionalismo anda a provocar estragos na Catalunha .

IRS vai ter mais dois escalões em 2018
O Governo recuou assim na sua proposta inicial, que referia um desdobramento faseado dos escalões de rendimentos até aos 40 mil euros.

Pacheco já havia adiantado, no entanto, que, na CCJ, a apreciação deverá ser feita por um único parecer.

Na denúncia, o peemedebista é investigado por obstrução à Justiça e por comandar organização criminosa. No plenário, os parlamentares votam "sim" a favor do parecer ou "não" contra o texto. A previsão foi feita ontem (10) pelo deputado Beto Mansur (PRB-SP), um dos principais articuladores de governo, após conversar com Andrada. Com isso, a discussão e votação do parecer de Andrada na comissão deverá ser iniciada na terça-feira da próxima semana (17).

Sobre a acusação de nomear integrantes do suposto esquema criminoso para compor o governo, Andrada diz que as nomeações são parte do sistema presidencialista e que o peemedebista não poderia assumir um governo sem ministros ou nomear desconhecidos. Pacheco afirmou que Bonifácio continuará a relatar a matéria e lembrou que, segundo regimento interno da Câmara, é atribuição do líder indicar à Mesa da Casa os membros da bancada e a qualquer tempo substituí-los.

Sérgio Zveiter (Podemos-RJ) também promete apresentar voto em separado em breve, pela admissibilidade da denúncia. Entretanto, independentemente do parecer apresentado na comissão, o plenário deverá decidir se autoriza a abertura de processo no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o presidente.

Related news