Perto de um milhão de manifestantes contra a independência — Catalunha

Perto de um milhão de manifestantes contra a independência — Catalunha

Perto de um milhão de manifestantes contra a independência — Catalunha

Um dia após milhares de espanhóis terem pedido diálogo para a questão da Catalunha, em cidades de todo o país, milhares de catalães estão nas ruas de Barcelona, este domingo, para defenderem a unidade de Espanha e dizerem que estão contra a independência da sua região. "As ofertas de mediação internacional que recebemos já terão propostas para os passos a seguir nos próximos dias", afirmou Jordi Sànchez, da ANC.

"Nós não queremos a independência".

No papel, a presença do dirigente catalão será apenas para "informar da situação política atual", não havendo qualquer referência à Lei do Referendo suspensa pelo Constitucional, nem a uma eventual Declaração Unilateral de Independência. O chefe de governo do país, Mariano Rajoy, diz que ira até as últimas consequências contra a separação.

"O que eu quero é que a ameaça de declaração de independência seja retirada o mais rápido possível", porque "nada pode ser construído se a ameaça à unidade nacional não desaparecer", disse ele neste domingo ao jornal "El Pais".

A concentração em Barcelona é apoiada pelo Partido Conservador de Mariano Rajoy, pelo Partido Socialista catalão e pelo Ciudadanos, a principal força de oposição ao movimento de independência na Catalunha.

Furacão Nate se enfraquece e vira tempestade tropical nos EUA
Na América Central, Costa Rica, Nicarágua e Honduras foram os países mais golpeados pelo Nate . Só na América Central, o " Nate " fez pelo 25 mortos.

Coreia do Norte diz que Japão corre risco de ver "nuvens nucleares"
Acredita-se que Cho seja um daqueles envolvidos na execução de Jang Song Thaek, tio de Kim Jong-un, em 2013. No encontro do Comitê Central, Kim realizou mudanças no centro do poder.

Tempestade faz pelo menos 22 mortos na América Central
Se realmente subir de categoria, Nate vai se tornar o décimo quarto furacão na temporada de deste ano no oceano Atlântico. Em sua passagem pela América Central, a tormenta atingiu ventos de até 65 km/h.

No final da caminhada, várias personalidades discursaram, e depois do presidente da Societat Civil, foi Mario Vargas llosa que tomou a palavra, afirmando que "todos os povos modernos ou antigos vivem na sua história momentos em que a razão é ultrapassada pela paixão nacionalista" que "pode ser destrutiva e feroz quando é movida pelo fanatismo e pelo racismo". Há já algum tempo que o nacionalismo anda a provocar estragos na Catalunha. Isto inclui a aplicação do artigo 155 da Constituição local, que permite ao governo central tomar o controle do governo regional "caso ele não cumpre com as obrigações estabelecidas na Constituição".

Entre as frases transmitidas na manifestação estão "Viva a Espanha e viva a Catalunha", "Não estão sozinhos" ou "Espanha, unida, jamais será vencida".

Mas, neste momento atual, ganhou uma intensidade sem precedentes, uma vez que os líderes separatistas da Catalunha organizaram esta consulta, que foi proibida pela Justiça, marcada pela violência policial, cujas imagens rodaram o mundo.

A votação terminou com a vitória do "sim" pela secessão, com 90% dos votos, mas menos da metade dos eleitores catalões votou.

Related news