Namorada do assassino de Las Vegas desconhecia planos do massacre

Namorada do assassino de Las Vegas desconhecia planos do massacre

Namorada do assassino de Las Vegas desconhecia planos do massacre

Logo após o seu depoimento, o advogado de Marilou divulgou um comunicado onde afirmou que ela não desconfiava de nenhum plano violento de Stephen Paddpck, e que não observou nenhum comportamento que pudesse servir de alerta, e ainda o descreveu como um homem carinhoso e quieto.

A namorada do atirador do ataque de segunda-feira chegou nesta quarta a Los Angeles em um voo vindo das Filipinas.

A polícia a classifica apenas como uma "pessoa de interesse" no caso, que pode ajudar a descobrir os motivos que levaram Paddock a cometer o massacre.

O motivo pelo qual um contabilista de 64 anos decidiu disparar de uma janela do 32.º andar do hotel e casino Mandalay Bay continua um mistério que a polícia está a tentar resolver.

Ao menos 59 pessoas morreram e 500 ficaram feridas no ataque, considerado o maior com arma de fogo já ocorrido nos EUA. Ainda assim, ela será interrogada.

"Já me sinto presidente de um país livre", diz líder da Catalunha
Eles deverão comparecer à Audiência Nacional, principal instância penal espanhola, na sexta-feira. Não há nenhuma possibilidade de que a ruptura seja aceita pelo Estado.

"Benfica é o nosso adversário mais difícil" — Mourinho
Sim, mas sinto-me estranho, porque continuo a querer vir a Setúbal e a ser quem sou. Temos agora com o Benfica os dois jogos mais difíceis na fase de grupos.

Número de mortos sobe para 50 — Las Vegas
No momento dos tiros, o cantor Jason Aldean se apresentava; mais tarde, ele informou que ninguém de sua equipe saiu ferido. As autoridades acreditam que ele agiu sozinho e que não tinha ligações com nenhum grupo terrorista.

Há 20 anos ela se mudou para os Estados Unidos, onde supostamente dividiu uma casa com Paddock na localidade de Mesquite, Nevada, a 130 km de Las Vegas. Ela nasceu nas Filipinas e se mudou para os Estados Unidos nos anos 80. Os investigadores consideram que Marilou é importante para a investigação.

O irmão do atirador disse que ele cuidava mais da namorada que da própria família e que planejou a viagem dela às Filipinas para que não fosse acusada no crime.

Danley explicou ainda que deixou os EUA porque Paddock lhe ofereceu um bilhete de avião para as Filipinas para que ela pudesse visitar a família e que lhe emprestou dinheiro para que pudesse comprar uma casa para si e para a família: "Eu estava grata, mas honestamente, estava preocupada que, primeiro, a inesperada viagem até casa e, depois, o dinheiro, seriam um caminho para o rompimento comigo", disse.

"Ele a manipulou para estar completamente longe disto e a salvo quando ele fez isto", disse Eric Paddock na terça-feira.

Related news