Italianos pressionam pela extradição de Cesare Battisti

Italianos pressionam pela extradição de Cesare Battisti

Italianos pressionam pela extradição de Cesare Battisti

O governo do presidente Michel Temer aguarda uma manifestação do Supremo Tribunal Federal (STF) para decidir sobre a possível extradição do italiano Cesare Battisti.

Cesare Battisti foi um dos principais nomes do PAC (Proletários Armados pelo Comunismo), um grupo de extrema-esquerda que agiu na Itália nos anos 1970.

De acordo com o Jornal do Brasil, a estratégia inicial do Planalto é esperar a apreciação do STF do pedido de habeas corpus apresentado pela defesa do italiano no fim de setembro antes de assinar o decreto de extradição. Segundo o juiz federal Odilon de Oliveira magistrado, as circunstâncias sugerem que Battisti tentava fugir para a Bolívia "temendo ser efetivamente extraditado", como pede a Itália ao governo brasileiro.

Ele escapou da prisão em 1981 e fugiu para a França.

O ministro Luiz Fux é relator do caso Battisti na Corte e está com o pedido de habeas corpus.

Uruguai vence, Peru e Colômbia empatam e Paraguai tropeça contra o lanterna
O empate em 1 a 1 entre Peru e Colômbia , ocorrido na noite desta terça-feira (10), foi bom para os dois países. Martin Cáceres, Cavani e Luis Suárez, duas vezes, fizeram para o Uruguai .

Relatório de Bonifácio de Andrada pede rejeição de denúncia contra Temer
Antes de ser analisada em plenário, a denúncia deve passar pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania ( CCJ ) da Câmara. Com isso, a discussão e votação do parecer de Andrada na comissão deverá ser iniciada na terça-feira da próxima semana (17).

Santana Lopes já decidiu — PSD
Santana Lopes chegou mesmo a afirmar que as "três casas" por onde passou - câmaras da Figueira da Foz e de Lisboa e Santa Casa da Misericórdia de Lisboa - pretendem o seu regresso ou continuidade.

Outra opção seria a corte conferir uma decisão condicional, em que o italiano seria ouvido pelo Supremo, por exemplo.

"Os advogados de Battisti ainda acrescentaram: "(.) diante dos recentes acontecimentos, restou notória e pública a existência de risco concreto, iminente e irreversível de expulsão do Paciente do País, razão pela qual reiteram o requerimento de medida liminar para que se determine a autoridade coatora sejam sobrestados o (s) procedimento (s) que tenham por objeto a extradição, deportação ou expulsão do Paciente, abstendo-se de praticar qualquer ato neste sentido, até que o Supremo Tribunal Federal examine o mérito da impetração".

Condenado à prisão perpétua na Itália, Battisti recebeu asilo no Brasil após decisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2010.

Além disso, diz que a defesa precisa se manifestar antes de qualquer decisão sobre o caso e que "a prescrição da pretensão punitiva pelos crimes a ele [Battisti] imputados no país de nascimento impede a extradição".

Related news