Ibope: Lula e Bolsonaro na frente

Ibope: Lula e Bolsonaro na frente

Ibope: Lula e Bolsonaro na frente

O ex-presidente Lula, em qualquer cenário apresentado, fica com o mínimo de 35% e o máximo de 36% das intenções de votos.

Ele acrescenta que na corrida presidencial ainda há indefinições quanto às candidaturas do Bolsonaro e, principalmente a de Lula. Ao colocar o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad na disputa, ele teria 1% (sendo esse cenário Haddad substituindo Lula, caso ele seja impedido de se candidatar). A candidata Marina Silva aparece na terceira posição em qualquer cenário que considere Luiz Inácio Lula da Silva. O resultado da pesquisa foi publicado na coluna do jornalista Lauro Jardim, do jornal O Globo, neste domingo, 29. Foram ouvidas 2.002 pessoas em todos os Estados, com margem de erro de dois pontos porcentuais para mais ou para menos.

No início de outubro, o instituto de pesquisas Paraná Pesquisas, conduziu consulta similar, mas que avaliou a disputa sem a presença do ex-presidente, cuja viabilidade da candidatura ainda é uma incógnita em razão da possibilidade de sua condenação no caso do tríplex. Neste caso, o deputado Jair Bolsonaro (PP) teria 15% da preferência dos eleitores.

Sem a participação de Lula, Bolsonaro e Marina dividem a liderança com 15% das intenções de voto cada. Em seguida, vêm Ciro Gomes, Geraldo Alckmin e João Doria, com porcentuais entre 5% e 7%.

Barcelona marcha contra Catalunha independente — Crise em Espanha
Depois do anúncio da decisão, Puigdemont acusou Madri "de agressão premeditada" contra a vontade do povo catalão de constituir um estado independente.

Bate-boca fragiliza o STF 'aos olhos da sociedade', diz Marco Aurélio
Mendes então lembrou da atuação de Barroso no caso do Mensalão e afirmou que ele soltou o ex-ministro José Dirceu. Gilmar disse que seu compromisso é com os direitos fundamentais e que não é advogado de bandidos internacionais.

Autoridades catalãs aprovam resolução para declarar independência
Essas forças impulsionaram o plebiscito de 1º de outubro, com 43% de participação e 90% dos votos no "sim". A reunião ai abordar as medidas a adotar sob o abrigo do artigo 155 da Constituição espanhola.

O Ibope também fez uma pesquisa espontânea, onde o entrevistado diz o nome de quem votaria sem ter nenhuma opção apresentada pela pesquisa.

A situação de Lula é imprevisível, ele tem crescido com a percepção da perseguição política da Lava Jato e com os problemas econômicos gerados pelo governo do PSDB e PMDB, comandado por Michel Temer. O petista aparece com 26% e Bolsonaro com 9%. Nesse cenário, brancos e nulos somam 18%.

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, teve entre zero e 1 por cento, dependendo dos adversários.

Related news