Horário de verão começa neste domingo (15)

Horário de verão começa neste domingo (15)

Horário de verão começa neste domingo (15)

A medida é adotada em dez estados e no Distrito Federal, com o objetivo de contribuir para a redução dos níveis máximos de demanda no sistema elétrico nacional. O horário segue até 18 de fevereiro do próximo ano e vale para moradores do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal.

O horário diferenciado segue até o dia 17 de fevereiro de 2018 quando, então, o relógio deve ser atrasado em uma hora.

Com isso, o horário no leste do Amazonas e nos estados de Roraima e Rondônia fica duas horas atrasado em relação ao de Brasília, enquanto oeste do Amazonas e Acre ficam três horas atrás.

O ONS aponta que no horário de verão praticado em 2016/2017 a economia foi de R$ 159,5 milhões, valor abaixo período de 2015/2016, que foi de R$ 162 milhões. No Brasil, o horário de verão foi instituído pela primeira vez no verão de 1931/1932.

Madrasta de Isabella Nardoni deixa presídio na 'saidinha' de Dia das Crianças
Com a saída, ela aproveitará para passar o Dia das Crianças com os dois filhos, de 10 e 12 anos, que moram com os familiares. De acordo com informações doG1, essa é a primeira vez que a detenta deixa a prisão desde a concessão do regime semi aberto .

Uruguai vence, Peru e Colômbia empatam e Paraguai tropeça contra o lanterna
O empate em 1 a 1 entre Peru e Colômbia , ocorrido na noite desta terça-feira (10), foi bom para os dois países. Martin Cáceres, Cavani e Luis Suárez, duas vezes, fizeram para o Uruguai .

FMI mantém previsões de crescimento para Portugal
Além disso, o FMI considera que, para reforçar a resiliência e a recuperação da zona euro, vai ser preciso "acelerar a limpeza dos balanços dos bancos" e "melhorar de forma duradoura a rentabilidade do sistema bancário".

No próximo domingo (15), à meia-noite, terá início a 42ª edição do Horário de Verão.

Aproveitando os dias mais longos do verão nas regiões distantes da Linha do Equador, o adiantamento do relógio permite antecipar as rotinas das pessoas e das empresas, descolando os horários de maior consumo de energia do horário de acionamento automático das lâmpadas nas ruas. A última edição gerou economia de quase R$ 160 milhões. Os relógios devem ser ajustados nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

A escassez de chuvas e o baixo nível dos reservatórios das hidrelétricas este ano pesou na decisão do governo de manter o horário de verão este ano.

Apesar disso, uma pesquisa realizada pelo Ministério de Minas e Energia e do Operador Nacional do Sistema Elétrico concluiu que o horário de verão não é mais tão eficiente como no passado.

Related news