Brasil não reconhecerá independência da Catalunha

Brasil não reconhecerá independência da Catalunha

Brasil não reconhecerá independência da Catalunha

Essa declaração de independência, defendeu Marcelo "além de não respeitar a Constituição, não contribui para a salvaguarda do Estado de Direito democrático e regular funcionamento das instituições".

Pouco antes da votação, a presidente da câmara, Carme Forcadell, avisou que os deputados poderiam ser afetados pela advertência do Tribunal Constitucional contra quem participar de atos favoráveis à independência da Catalunha.

Depois, questionado pela comunicação social, o chefe de Estado adiantou que transmitiu ao rei Felipe VI a posição de Portugal face "aos acontecimentos recentes em Espanha", e acrescentou que "a posição é muito clara: é um problema interno da Espanha, a resolver no quadro da Constituição espanhola, no respeito da unidade do Estado espanhol". Mariano Rajoy havia já afirmado, esta manhã, que "medidas excepcionais devem ser tomadas quando não há outro remédio".

Além disso, o primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, anunciou que marcou eleições autónomas na Catalunha para 21 de dezembro, por ter dissolvido o parlamento regional, na sequência da declaração unilateral de independência. O presidente do governo catalão pode vir a ser acusado de rebelião, um crime punível com 30 anos de prisão.

O Parlamento regional da Catalunha aprovou nesta sexta-feira, em Barcelona, a independência da região e a separação da Espanha numa votação secreta sem a presença dos principais partidos que se opõem à proposta, que abandonaram a sala minutos antes.

STJ mantém transferência de Cabral para presídio federal
Nós impetramos um habeas corpus para o Tribunal Regional Federal da 2ª Região, a liminar foi negada mas o mérito da impetração ainda não.

Parlamento catalão aprova independência da Espanha
Ainda esta sexta-feira, Madrid deverá aplicar o artigo 155, que retira os poderes ao governo regional. " Constituir uma República Catalã como um Estado independente, soberano, democrático e social ".

Jinping confirmado líder do PC chinês
Trump deve se reunir com o poderoso líder asiático durante sua visita de estado à China no início do próximo mês. Cerca de 1,3 milhão de funcionários públicos foram punidos por ele.

Dezenas de milhares de manifestantes separatistas saudaram a declaração de independência do lado de fora do Parlamento catalão, com gritos e aplausos.

Os votos contrários procederam de uma coalizão de esquerda, que participou da votação e cujos parlamentares mostraram suas cédulas com o "não" para evitar serem punidos pela Justiça.

O governo alemão destacou que vê com preocupação o novo agravamento da situação na Catalunha, com a "violação da Constituição por parte do parlamento regional catalão".

Com isso, diversos líderes internacionais expressaram seu apoio ao governo espanhol na disputa com os catalães.

O Governo espanhol, que tem agora de decidir como e quando vai aplicar as medidas, convocou um conselho de ministros extraordinário para as 18:00 (15:00 em Cabo Verde).

Related news