Ataques suicidas contra mesquitas deixam pelo menos 72 mortos no Afeganistão

Ataques suicidas contra mesquitas deixam pelo menos 72 mortos no Afeganistão

Ataques suicidas contra mesquitas deixam pelo menos 72 mortos no Afeganistão

"O 'kamikaze' Abou Omar o Turcomeno (...) conseguiu rebentar-se com o seu colete de explosivos" numa mesquita xiita em Cabul, indica um comunicado do Estado Islâmico.

No entanto, esse grupo de reforço da segurança não estava presente ontem no local por se tratar de uma sexta-feira normal.

A comunidade 'xiita' e, em especial, a minoria étnica 'hazara', é alvo frequente de atentados, pelo que as autoridades tinham armado centenas de civis desta religião para proteger as mesquitas durante eventos importantes.

Tiroteio em escola de Goiânia deixa dois mortos e cinco feridos
Segundo uma funcionária da instituição particular, que não quis se identificar, as vítimas tinham 13 anos e estavam no 8º ano. O estudante já foi apreendido e encaminhado à Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais (Depais).

Marcelo quer remodelação no Governo
Marcelo referiu-se mesmo à a moção de censura que o CDS anunciou esta tarde, salientando que tal iniciativa implica que "a Assembleia da República soberanamente clarifique se quer ou não este Governo".

Tancos: Material foi encontrado em "campo aberto"
O material de guerra que talvez tenha sido roubado da base de Tancos estava afinal na Chamusca, avança a RTP . De acordo com a mesma notícia, foram recuperadas 44 armas de guerra, granadas e explosivos.

A confirmar-se esta informação, são já mais de 100 os mortos esta semana no Afeganistão, vítimas de ataques terroristas.

Entre eles estão ao menos dois ataques a mesquitas de Cabul em agosto e setembro.

Uma hora antes, outro suicida se explodiu no interior da mesquita de Khwajagan, na província de Ghor, deixando pelo menos 30 mortos, de acordo com a polícia local. O Estado Islâmico assumiu responsabilidade pelo ataque.

Related news