Quem dominar a Inteligência Artificial vai ser líder do mundo

Quem dominar a Inteligência Artificial vai ser líder do mundo

Quem dominar a Inteligência Artificial vai ser líder do mundo

"A IA é o futuro, não só da Rússia, como de toda a raça humana". Uma declaração que deixou o fundador e líder da Tesla e da Space X inquieto sobre o destino da humanidade. "A competição para a superioridade de AI a nível nacional vai provavelmente causar a III Guerra Mundial, na minha opinião", disse Musk em outro tweet, usando a internet de curta mão para "na minha opinião". "Traz oportunidades gigantescas, mas também ameaças que são difíceis de prever. Seja lá quem se tornar o líder nessa esfera se tornará o líder soberano do mundo".

A pergunta que não quer calar, no entanto, é: será que realmente está na hora de se preocupar com o impacto que uma tecnologia dessas pode ter - para o bem e para o mal - nos seres humanos? A China e os EUA, não a Rússia, estão na frente desta corrida e, recentemente, as autoridades chinesas anunciaram a ambição de se tornarem líderes mundiais no desenvolvimento da IA em 2030.

Netflix inicia a produção de sua terceira série original brasileira
A atriz Emanuelle Araújo será a responsável por interpretar a personagem principal, Samantha . Nesta segunda-feira (4), a Netflix iniciou as filmagens de sua mais nova série original.

Gasolina pode passar de R$ 4 em Curitiba após furacão nos EUA
Com os efeitos do Harvey se dissipando, as refinarias lentamente começam a retomar suas atividades. O preço da gasolina deve subir ainda mais em todo o país a partir dessa semana.

Tite convoca Jemerson e Alex Sandro para jogo contra a Colômbia
Marcelo , por sua vez, recebeu o segundo cartão amarelo e, dessa maneira, não participa do jogo na Colômbia . Rodrigo Caio também fica mais perto de, ao menos, entrar em campo por alguns minutos no próximo duelo.

Além de possíveis benefícios em termos de produtividade, a IA também é vista como uma aliada dos países em possíveis guerras futuras. Numa conferência em que foi entrevistado perante uma vasta audiência de responsáveis políticos nos EUA, Elon Musk diz que, ainda que possa parecer "etéreo" imaginar "robôs a descer a rua e a matar pessoas", não devemos esperar por esse momento para começar a regular esta pesquisa - "temos de ser proativos [na regulação], porque se formos reativos poderá ser tarde demais". Em agosto juntou-se a mais de 100 especialistas nesta tecnologia num pedido para a proibição das armas autónomas. Putin salientou que não gostaria de ver um só país a "monopolizar" a tecnologia, defendendo que se a Rússia "se tornar líder neste campo vai partilhar o conhecimento com o mundo inteiro, tal como as atuais tecnologias nucleares".

Related news