PGR diz que cumpriu a Constituição

PGR diz que cumpriu a Constituição

PGR diz que cumpriu a Constituição

A Procuradoria-Geral da República do Brasil terá uma mudança na chefia na próxima segunda-feira, 18, com a troca de Rodrigo Janot por Raquel Dodge, escolhida pelo presidente Michel Temer a despeito de "derrota" na eleição interna do Ministério Público Federal.

Na última quinta-feira, em sua última sessão do Supremo Tribunal Federal na função de procurador-geral da República, Rodrigo Janot se despediu do cargo afirmando ter tido "a honra de ver consolidado o poder investigatório do MP e de presenciar o golpe contra a crônica impunidade que castiga a sociedade" brasileira. "Eu diria em relação ao procurador-geral Janot uma frase de Bocage: 'Que saiba morrer quem viver não soube'", disse Gilmar Mendes, citando o poeta português Manoel Maria Barbosa Du Bocage.

Em resposta, a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, agradeceu a Janot pelo trabalho e desejou a ele felicidades.

"Tenho sofrido nessa jornada, que não poucas vezes pareceu-me inglória, toda sorte de ataques". "Resigno-me a meu destino, porque mesmo antes de começar, sabia exatamente que haveria um custo por enfrentar esse modelo político corrupto e produtor de corrupção, cimentado por anos de impunidade e de descaso", disse.

Читайте также: Liga dos Campeões: Real Madrid vence APOEL com "bis" de Cristiano Ronaldo

O procurador-geral falou ainda da "coragem" do tribunal ao analisar os casos da "lava jato" envolvendo investigados com foro especial por prerrogativa de função e destacou que a corte respeitou as leis e a constituição em suas decisões nos processos sobre o caso.

Para ele, a Corte tem desempenhado "papel de esteio da estabilidade institucional e democrática".

Apesar de mencionar os "ataques" sofridos durante o tempo em que ocupou o cargo, Janot fez questão de frisar que isso já se encontra "nos escombros do passado".

Janot disse aos ministros que militou "até o último instante" na defesa dos compromissos assumidos há mais de 30 anos como procurador. Disse que a transitoriedade dos mandatos é saudável para a democracia e significa que as instituições são maiores que as pessoas que as representam.

При любом использовании материалов сайта и дочерних проектов, гиперссылка на обязательна.
«» 2007 - 2017 Copyright.
Автоматизированное извлечение информации сайта запрещено.

Код для вставки в блог

Related news