Outubro terá luz mais cara no País

Outubro terá luz mais cara no País

Outubro terá luz mais cara no País

BRASÍLIA - (atualizada às 18h33) A bandeira tarifária das contas de energia em outubro será vermelha, no segundo patamar. Segundo o G1, a agência vai aproveitar para pedir que os consumidores adotem medidas para reduzir o consumo de energia nesse momento.

O sistema tarifário através de bandeiras foi criado para repassar aos consumidores o custo da produção de energia.

A Aneel informou que “a situação dos reservatórios das usinas hidrelétricas alcançou níveis preocupantes e, ainda que não haja risco de desabastecimento de energia elétrica, é preciso reforçar as ações relacionadas ao uso consciente e combate ao desperdício”. A amarela, que ele subiu um pouco. A última cor tem uma divisão: o patamar 1, cuja cobrança é de R$ 3 para cada 100 kWh consumidos e o patamar 2 - o mais caro de todos - com cobrança de R$ 3,50 para cada 100 kWh consumidos.

Cláudio Winck participa de treino com reservas do Inter
Para o confronto contra o Santa Cruz , o técnico Guto Ferreira vai ter a ausência do lateral esquerda Uendel. O atacante Nico López está suspenso pelo acúmulo de amarelos e não estará à disposição no banco de reservas.

Microsoft reveals Office 2019
In addition, the tech giant shed some light on how quantum computers could help solve some of the planet's biggest challenges. The customers who feel that they need to keep their apps and servers on-site, Office 2019 will be a beneficial upgrade.

Torcida presta apoio ao Cruzeiro em último treino antes da final
O técnico Mano Menezes fechou os treinamentos da semana justamente pra não revelar o time titular que enfrenta o Flamengo . Isso porque Diego Alves não está inscrito na competição e o goleiro Thiago fraturou o punho, ficando de fora da disputa.

Será a primeira vez que o patamar 2 da bandeira vermelha será acionado, desde que a bandeira vermelha passou a contar com os dois patamares, em janeiro de 2016. As termelétricas encarecem o custo da geração de energia no país, já que usam combustíveis, como óleo, gás, carvão, biomassa, para gerar eletrecidade.

"Algumas distribuidoras têm um mix de compra de energia mais barato do que outras; há áreas de concessão que, devido à grande extensão e à baixa densidade demográfica necessitam de maiores investimentos para atender a cada consumidor; o volume de subsídios incluídos na tarifa (subsídio para baixa renda, para fontes incentivadas, para cooperativas) tem importância variada de distribuidora para distribuidora", explicam os pesquisadores Dorel Santos, Roberto Brandão e Nivalde de Castro, que assinam o estudo publicado pelo Gesel. Trata-se de mais uma medida para poupar água dos reservatórios das hidrelétricas brasileiras. Ainda assim, a capacidade de importação não é alta.

De acordo com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), na quinta (28), dado mais recente, os reservatórios das hidrelétricas do Sudeste e Centro-Oeste, responsáveis por cerca de 70% da capacidade de geração do país, estavam com armazenamento médio de 24,75%.

Related news