Janot é visto com advogado de Joesley em boteco

Janot é visto com advogado de Joesley em boteco

Janot é visto com advogado de Joesley em boteco

Circula nas redes sociais uma foto do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao lado do advogado Pierpaolo Bottini, um dos defensores do empresário Joesley Batista.

A informação foi divulgada pelo site "O Antagonista", que também postou uma foto do encontro.

A testemunha diz que ambos conversaram por mais de 20 minutos.

O Antagonista obteve com exclusividade o registro fotográfico feito por um frequentador do local.

Papa pede aos jovens colombianos que 'sonhem grande' e saibam perdoar
Centenas de venezuelanos que migraram por causa da crise política e econômica são esperados na cerimônia. Nesta manhã, Francisco se reúne com o presidente Juan Manuel Santos e depois recebe as chaves da cidade.

Quem dominar a Inteligência Artificial vai ser líder do mundo
Em agosto juntou-se a mais de 100 especialistas nesta tecnologia num pedido para a proibição das armas autónomas. Seja lá quem se tornar o líder nessa esfera se tornará o líder soberano do mundo".

William Bonner quebra o pé e se afasta do Jornal Nacional
Passagens e hospedagens tiveram de ser canceladas às pressas. "Mas, na segunda, o tio volta ", postou. Isso porque o apresentador quebrou o pé e terá que ficar sem pisar no chão durante o período.

A Procuradoria-Geral da República disse que Janot frequenta o local "rotineiramente" e que, no encontro, não foi tratado qualquer assunto de natureza profissional, "apenas amenidades que a boa educação e cordialidade prezam entre duas pessoas que se conhecem por atuarem na área jurídica".

Já Pierpaolo Bottini afirmou ter apenas cumprimentado e "trocado algumas palavras" com Janot em tom cordial: "Na minha última ida a Brasília, este fim de semana, cruzei casualmente com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, num local público e frequentado da capital".

Rodrigo Janot ainda não se pronunciou sobre o encontro. "Não tratamos de qualquer questão afeita a temas jurídicos". "Foi uma demonstração de que as diferenças no campo judicial não devem extrapolar para a ausência de cordialidade no plano das relações pessoais", afirmou. O encontro aconteceu um dia após a Procuradoria pedir a prisão de Batista e de outro delator do grupo J&F, Ricardo Saud.

Afinal, Janot pediu as prisões de Joesley e Saud nesta sexta, após a descoberta do áudio de uma conversa de quatro horas entre os dois executivos J&F.

Related news