Janot sobre apuração da delação da JBS: 'um dos dias mais tensos'

"Além disso, há trechos no áudio que indicam a omissão dolosa de crimes praticados pelos colaboradores, terceiros e outras autoridades, envolvendo inclusive o Supremo Tribunal Federal (STF)", diz o pedido entregue por Janot ao STF. O procurador explicou que tal gravação aponta "referencias indevidas à PGR e ao STF". O conteúdo foi classificado por Janot como "gravíssimo". Segundo Janot, em um áudio de quatro horas executivos que fizeram delação premiada narram supostos crimes que teriam sido cometidos por pessoas ligadas à PGR e ao Supremo.

Na semana passada, o ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no tribunal, rejeitou o pedido. Um terceiro nome mencionado - este sem foro - seria o do ex-procurador Marcelo Miller. Se confirmada a quebra dos termos da delação, ela deverá ser revogada. As insinuações são graves, mas não inviabilizam as provas. No dia 5 de abril, Miller deixou o MPF e passou a trabalhar no escritório de advocacia Trench, Rossi e Watanabe.

O Planalto acredita que a repercussão da decisão de Janot sobre a delação da JBS é "ótima" para o governo, pois terá reflexo político direto entre os parlamentares que irão votar o prosseguimento da segunda denúncia contra o presidente na Câmara. Assim, segue a especulação em torno do oferecimento ou não de uma nova denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB).

Se recuperando de Harvey, EUA recebe novo furacão de categoria máxima
Às 12h GMT (9h em Brasília), Irma se encontrava 440 quilômetros ao leste de Antígua, com ventos máximos constantes de 280 km/h.

Aos 74 anos, morre Rogéria no Rio de Janeiro com infecção generalizada
Nascida como Astolfo Barroso Pinto em 25 de maio de 1943, Rogéria era uma das transformistas mais antigas em atividade no Brasil. Ela estreou nos palcos em maio de 1964, em um show de travestis na Galeria Alaska, então reduto gay de Copacabana .

Em depoimento, Odebrecht diz que Lula sabia de conta de propina
Antes de começar o depoimento, as defesas de Lula e de Branislav Kontic voltaram a pedir a Moro a suspensão do depoimento. Os advogados de Lula também recorreram à segunda instância para suspender o andamento dos depoimentos.

Na conversa dos executivos, é possível ouvir como Joesley e os diretores da JBS atuaram para obter o acordo de delação premiada com a Procuradoria-Geral da República.

De acordo com a reportagem do "Estadão", a conversa entre Joesley Batista e Ricardo Saud - sócio e executivo da JBS, respectivamente - foi gravada no mesmo dia em que foi deflagrada a Operação Carne Fraca. Na noite do dia 7 de março deste ano, Michel Temer recebeu Joesley Batista, um dos donos da JBS, para uma reunião noturna e fora da agenda oficial, no Palácio do Jaburu. Na segunda-feira, o procurador-geral da República anunciou a abertura de investigação sobre a conduta do ex-colega.

"Eu quero nós dois 100% alinhado com o Marcelo...nós dois temos que operar o Marcelo direitinho pra chegar no Janot...eu acho...é o que falei com a Fernanda [possivelmente Fernanda Tórtima, advogada]...nós nunca podemos ser o primeiro, nós temos que ser o último, nós temos que ser a tampa do caixão..."

Related news