Fachin homologa delação do operador Lúcio Funaro

Fachin homologa delação do operador Lúcio Funaro

Fachin homologa delação do operador Lúcio Funaro

O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF, e o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, devem se encontrar ainda nesta terça (5), fora da agenda, para tratar de dois assuntos: a delação de Lúcio Funaro e a revisão do acordo de delação da JBS. O caso está no Supremo porque o delator citou nos depoimentos nomes de pessoas com foro privilegiado, incluindo o presidente Michel Temer. Os fatos narrados por ele devem ser usados na segunda denúncia contra o presidente Michel Temer.

Havia a expectativa inicial de que o acordo pudesse ser homologado nesta terça ou na quarta-feira.

A colaboração de Funaro, mantida sob sigilo, havia sido remetida inicialmente pela Procuradoria-Geral da República (PGR) para Fachin na terça-feira da semana passada.

Crono larga para aclarar los candidatos al podio — Vuelta a España
Mal día para Alberto Contador , protagonista con un ataque marca de la casa en El Purche y sin fuerzas al final. Pasando por los aspirantes Esteban Chaves y Miguel Ángel López , e incluso el inesperado Michael Woods.

Juventus pode contratar Iniesta no fim da temporada — Jornal
Com 33 anos, Iniesta é já uma referência do emblema 'blaugrana', mas não tem sido aposta do treinador Ernesto Valverde. Esta manobra, refere a mesma publicação, é em tudo semelhante ao que a 'Velha Senhora' fez com Andrea Pirlo em 2011.

Lewis Hamilton garante 'pole' numa qualificação caótica em Monza
As ações foram reiniciadas duas horas e quarenta minutos depois, e Valtteri Bottas cravou o melhor tempo da primeira sessão. O treino de classificação começou sob chuva e, logo nos primeiros minutos, o francês Romain Grosjean bateu no muro.

Funaro operava repasses de propina ao grupo do PMDB na Câmara.

O operador sabe, por exemplo, detalhes sobre os bastidores da construção do residencial La Vue, que motivou a queda de Geddel do governo Temer.

Em relatório da Polícia Federal que reúne a transcrição de conversas mantidas pelo operador, é possível tirar a temperatura do poder explosivo de Funaro ao falar de Geddel: "Ele é boca de jacaré para receber e carneirinho para trabalhar, e ainda é reclamão".

Related news