Facebook toma multa de R$ 4,3 milhões por violar privacidade de usuários

Facebook toma multa de R$ 4,3 milhões por violar privacidade de usuários

Facebook toma multa de R$ 4,3 milhões por violar privacidade de usuários

A rede social já tinha sido multada em França, em maio, pelos mesmos motivos - fazer uso comercial de dados dos utilizadores, sem os avisar dessa recolha e venda de dados.

O Facebook foi multado em 1,2 milhão de euros (cerca de R$ 4,4 milhões) na Espanha por coletar informações de usuários e não informar como o conteúdo seria utilizado. Em contrapartida, há entidades externas que conseguem aceder aos dados pessoais dos utilizadores registados no YouTube.

Segundo o órgão governamental, a rede social coleta "dados acerca de ideologia, sexo, crenças religiosas, gostos pessoais ou navegação sem informar claramente sobre o uso e o propósito que dará a eles", afirma o comunicado.

A primeira pelo fato de os usuários não serem informados de que permaneciam sendo rastreados pelo Facebook no acesso a páginas e aplicativos que possuem o botão "Curtir" incorporado e pela ausência, nos termos de uso, de informações claras sobre como tais dados serão usados. Isso acontece mesmo que o utilizador tenha deletado seu perfil, com os dados permanecendo armazenados nos servidores por mais do que 17 meses, prazo legal pelo qual as empresas de internet precisam manter tais métricas.

México expulsa embaixador norte-coreano em protesto contra testes nucleares
A recepção foi realizada na ocasião do 69º aniversário da fundação da Coreia do Norte , celebrada em 9 de setembro. A comunidade internacional condenou unanimemente o novo desenvolvimento de armamento norte-coreano.

Selecionador nacional orgulhoso, mas desalentado — Hóquei em Patins
O jogo manteve-se assim até bem perto do fim, quando Nunes voltou a equilibrar os números e a levar Portugal ao prolongamento. Casanovas e Lamas já tinham marcado no tempo regulamentar, com o outro golo espanhol a pertencer a Jordi Adroher.

Forte tremor de terra abala o México e despoleta alerta de tsunami
O presidente informou que há danos e prejuízos em alguns estados "que ainda não podemos quantificar". O embaixador português no México afirma que não deverá haver portugueses entre as vítimas mortais.

Em nota ao site "The Next Web", a rede social afirma que discorda respeitosamente da decisão e que leva a sério as questões de privacidade dos usuários na plataforma.

A agência disse que a política de privacidade do Facebook tem "temos genéricos e incertos" e "não coleta adequadamente o consentimento de seus usuários ou não usuários, o que constitui uma infração série" das normas de proteção de dados.

Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Além disso, o Facebook disse estar se adequando às novas leis relacionadas à proteção de dados dos usuários, estando no caminho do cumprimento do prazo dado pelo governo para isso, que se encerra no ano que vem.

Related news