Explosão no metro de Londres

Explosão no metro de Londres

Explosão no metro de Londres

O serviço do transporte foi interrompido em uma das linhas entre as estações High Street Kensington e Edgware Road.

O incidente aconteceu na manhã de hoje, na estação de Parsons Green, na parte ocidental da capital britânica, zona de Fulham. Passageiros sofreram queimaduras e foram feridos também durante a correria. O incidente já foi declarado um "ato terrorista" mas ainda não foi reivindicado por nenhuma organização terrorista.

A primeira-ministra Theresa May irá presidir esta tarde a uma reunião do COBRA, a célula de crise do governo britânico para situações de emergência.

A polícia britânica confirmou o incidente e trata o episódio como um ataque terrorista.

Imagens publicadas no Twitter mostravam o que poderia ser o dispositivo explosivo: um balde branco queimando em uma sacola plástica de supermercado dentro de um vagão do metrô, perto das portas automáticas, e de onde saíam fios elétricos.

Nintendo Mini chega em outubro ao Brasil
Se não vai haver problemas de abastecimento, porque o SNES Classic Edition deve chegar ao Brasil custando tão caro? O que foi entendido originalmente como uma promessa vazia, entretanto, se configurou em uma boa notícia.

Site baiano confirma que Ivete Sangalo está mesmo grávida
Usando o seu perfil no Instagram, que conta com mais de 17 milhões de seguidores, a cantora baiana dividiu com os fãs a felicidade da família.

Com mudanças na zaga, São Paulo recebe Ponte Preta no Morumbi
O drama do São Paulo na briga contra o rebaixamento do Campeonato Brasileiro ganhou mais um capítulo na noite deste sábado. Rodrigo Caio está com a Seleção Brasileira e deve voltar a treinar normalmente até quinta-feira no CT da Barra Funda.

O prefeito de Londres, Sadiq Khan, condenou os "indivíduos desprezíveis que tentam usar o terrorismo para nos atingir e destruir nosso modo de vida", assegurando: "nunca seremos intimidados pelo terrorismo". "Como Londres já provou diversas vezes, nós não seremos intimidados ou derrotados pelo terrorismo", diz a publicação. "Ouvi uma espécie de whoosh". "Estava no metro, tínhamos parado em Parsons Green, e de repente houve pânico, muitas pessoas a gritar, gritos, muitos gritos".

Uma pequena explosão na última carruagem de um comboio do metropolitano de Londres deixou pelo menos 22 pessoas feridas.

Fora da estação, uma mulher se sentava no chão com um curativo na perna enquanto policiais armados patrulhavam.

Passageiros que estavam em um trem da District Line contam que viram um artefato dentro de um vagão e em seguida ouviram um barulho semelhante ao de uma explosão.

"A polícia e os serviços de segurança estão a trabalhar para compreender as circunstâncias deste ataque cobarde e identificar os responsáveis", adiantou. As 17 semanas seguintes concentraram os quatro atentados, mas as autoridades frustraram outros seis, afirmou Rowley.

Related news