Advogado Antonio Mariz vai deixar a defesa de Temer

Advogado Antonio Mariz vai deixar a defesa de Temer

Advogado Antonio Mariz vai deixar a defesa de Temer

E disse que o presidente compreendeu perfeitamente a decisão porque também é advogado.

Mariz informou que o presidente vai escolher até segunda-feira um substituto para o caso. Mariz já advogou para o doleiro Lucio Funaro, cuja delação premiada foi utilizada na segunda denúncia contra Temer.

Na quinta-feira (14), Janot apresentou ao Supremo sua a nova denúncia que preenche 245 páginas.

Funaro foi preso em julho de 2016 no âmbito da Operação Sépsis, que investiga desvios do Fundo de Investimentos do FGTS (FI-FGTS - Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) em esquema comandado pelo ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, que também está preso.

Rodrigo Maia pede para que Planalto pare com "fogo amigo"
A Procuradoria-Geral da República (PGR) acusa Temer dos crimes de organização criminosa e obstrução de Justiça. Kátia Abreu é madrinha de casamento de Rodrigo Maia .

Tomb Raider - Confira o teaser e o pôster do novo filme
Com direção do norueguês Roar Uthaug , o longa sobre Lara Croft ainda não teve os detalhes da história revelados oficialmente. A Warner Bros . apresentou finalmente o primeiro trailer do filme Tomb Raider , que estreará nos cinemas em Março de 2018.

Semana Nacional do Trânsito tem atividades de conscientização em Simões Filho
No Setor Comercial Sul, será realizada a campanha 'Pessoas são mais importantes que carro', voltada para usuários da via pública. Segundo Detran, das 166 mortes ocorridas em 2017o, 67 foram por colisão com outros veículos e 54 de atropelamento de pedestres.

Quando Funaro foi preso, Mariz deixou a defesa porque o doleiro já revelava disposição em fazer delação premiada - expediente que Mariz rejeita.

Segundo Funaro, em dezembro de 2015, apenas três dias após ter sido um dos alvos da Operação Catilinárias, ele fechou um acordo com Joesley para receber "um cala-boca".

Michel Temer foi denunciado pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot por obstrução de Justiça e organização criminosa.

No ano passado, entre fevereiro e março, uma nova reunião teria ocorrido, desta vez no escritório de Mariz, em São Paulo.De acorod com informações do jornal O Globo, o objetivo era "deixar Francisco a par da estratégia de defesa, demonstrando assim que as partes estavam alinhadas".

Related news