Trump diz que Coreia do Norte encontrará 'fogo e fúria jamais vistos'

Trump diz que Coreia do Norte encontrará 'fogo e fúria jamais vistos'

Trump diz que Coreia do Norte encontrará 'fogo e fúria jamais vistos'

"O melhor sinal que a Coreia do Norte pode enviar para dizer que está disposta a dialogar seria parar de lançar mísseis", afirmou.

Ele também disse que o Japão está preocupado com a construção pela China do que chamou de "postos avançados em larga escala" no Mar da China Meridional.

Os norte-coreanos consideraram uma "violenta violação da nossa soberania" a nova vaga de sanções adotadas por unanimidade pelo Conselho de Segurança da ONU.

"A ameaça da Coreia do Norte ainda existe e é cada vez mais perigosa", disse, depois da votação, a embaixadora norte-americana nas Nações Unidas, Nikki Haley, que insistiu que é necessária "mais ação", deixando ainda a garantia de que os Estados Unidos vão continuar a tomar "medidas defensivas prudentes".

Wang afirmou que "o objetivo é trazer a questão nuclear na península [coreana] de volta à mesa das negociações e procurar uma solução através das negociações, até que a desnuclearização e estabilidade na península sejam alcançadas".

The Crown | Rainha Elizabeth enfrenta tensões familiares em trailer da 2ª temporada
Segunda temporada marcará tensões e reviravoltas políticas que a rainha terá que enfrentar. A Netflix divulgou hoje (10) o primeiro vídeo da segunda temporada The Crown .

Mariz, advogado de Temer, pede suspeição de Janot a Fachin
Caberá a Dodge comandar todo o trabalho da PGR que tramita no Supremo, incluindo as investigações da Lava Jato. Na noite de terça-feira, ela se encontrou com o presidente Michel Temer em reunião fora de agenda, no Jaburu.

Raúl Alarcón vence na Senhora da Graça
Foi um despique tremendo com o italiano António Parrinelo (GM Europa) e o francês Stephane Poulhies (Armee de Terre). Como tem sido habitual, a chegada a Castelo Branco tem sido disputada ao sprint e hoje não foi diferente.

China e Rússia demonstraram previamente resistência à proposta americana, argumentando que o diálogo era o caminho para persuadir Pyongyang a deter seus programas militares.

Já esta segunda-feira, a Coreia do Norte se tinha insurgido contra as sanções da ONU, num comunicado publicado na agência noticiosa oficial KCNA.

O texto aprovado amplia o número de pessoas e entidades norte-coreanas sob sanções da ONU, o que acarreta a proibição de viagens e o congelamento de ativos no exterior. Foram proibidas ainda novas joint ventures, isto é, associações econômicas com empresas ou indivíduos da Coreia do Norte, bem como investimentos adicionais em joint ventures já existentes. A crescente ameaça do país comunista, dotado de armas nucleares, foi tema dominante no fórum regional.

Em editorial, o jornal acusou os Estados Unidos e aliados de manterem uma política hostil contra o país asiático e de arriscarem a autodestruição, sublinhando a necessidade de a Coreia do Norte ter armas nucleares para a sua defesa.

Guam manifestou-se depois de ter se tornado personagem central numa guerra de declarações entre Estados Unidos e Coreia do Norte na terça-feira.

Related news