Trump diz que considera uma opção militar contra a Venezuela

Trump diz que considera uma opção militar contra a Venezuela

Trump diz que considera uma opção militar contra a Venezuela

"Temos muitas opções para a Venezuela".

A Venezuela vive a sua pior crise política desde há décadas, com manifestações das quais resultaram 125 mortos e milhares de feridos em quatro meses, mas o Presidente Maduro, cuja saída é exigida pelos manifestantes, tem permanecido surdo face às pressões internacionais.

"Temos muitas opções para a Venezuela, inclusive uma opção militar se for necessário", afirmou, em Nova Jersey, quando questionado por uma repórter sobre a situação do país sul-americano.

"[A Venezuela] é nossa vizinha, e nossos soldados estão por todo o mundo, em lugares muito, muito distantes".

Em seu anúncio mais explosivo contra a Venezuela, Donald Trump afirmou nesta sexta-feira que não descarta o uso da força militar contra o regime de Nicolás Maduro.

Tribalistas anunciam retorno e antecipam 4 músicas inéditas — Já é
O disco terá dez músicas inéditas e estará à venda no final deste mês, numa edição da Universal Music. Temos mais músicas juntos, mas essas pareciam mais potentes com a gente junto.

The Crown | Rainha Elizabeth enfrenta tensões familiares em trailer da 2ª temporada
Segunda temporada marcará tensões e reviravoltas políticas que a rainha terá que enfrentar. A Netflix divulgou hoje (10) o primeiro vídeo da segunda temporada The Crown .

Liverpool rejeita proposta de €100 milhões do Barcelona por Philippe Coutinho
Além de Coutinho, o clube catalão também sofre para conseguir contratar o jovem atacante francês Dembélé, do Borussia Dortmund. De acordo com o jornal The Times , o emblema está disposto a corresponder às exigências do Liverpool para negociar o jogador.

No entanto, o Presidente não foi claro quanto ao papel que os EUA podem vir a desempenhar, deixando por responder se as tropas americanas iriam liderar uma eventual operação militar. "É algo que podemos explorar".

A crise na Venezuela foi discutida por Trump numa reunião com o secretário de Estado americano, Rex Tillerson, e embaixadora dos EUA na ONU, Nikki Haley.

As declarações de Trump surgem depois de Nicolás Maduro ter dito que queria uma "conversa pessoal" com o presidente norte-americano.

Também esta quinta-feira, o líder da oposição, Leopoldo López, foi proibido pelo 5º Tribunal de Execução venezuelano de "transmitir qualquer informação" enquanto estiver em prisão domiciliar, revelou o seu advogado, Juan Carlos Gutiérrez. No documento, é destacado, além disso, o espírito de solidariedade da América Latina e a convicção "de que uma negociação, com pleno respeito pelas normas do direito internacional e o princípio de não intervenção, sem atentar contra os direitos humanos e a democracia, é a única ferramenta que assegura uma solução duradoura para as diferenças".

Related news