Menino dado como vivo é afinal uma das vítimas mortais — Barcelona

Menino dado como vivo é afinal uma das vítimas mortais — Barcelona

Menino dado como vivo é afinal uma das vítimas mortais — Barcelona

O menino australiano, de sete anos, que estava desaparecido desde o ataque de Barcelona, é afinal uma das 14 vítimas mortais.

O garoto, que possui dupla nacionalidade britânica e australiana, se separou da mãe, Jom Cadman, quando um dos terroristas usou um furgão para atropelar pedestres em um dos principais pontos turísticos da região.

A confusão surgiu porque havia pistas contraditórias sobre a procura de uma criança com as características de Julian.

Ronaldo no estará en la vuelta Supercopa por sanción
Esta será la mayor suspensión del portugués en su carrera, y estará 35 días sin jugar de forma oficial para el Real Madrid . El castigo al delantero hizo que hasta el técnico Zinedine Zidane se pronunciara el martes y asegurara que es excesivo.

Real Madrid Appeal Against Cristiano Ronaldo Ban Rejected
Asked if he felt there was a "campaign" within Spanish football against Ronaldo , Zidane declined to rule out the possibility. Carvajal added: "We can't get into the heads of the referees". "It's going to be a long season and we know that", he said.

Carga de 22 toneladas de Nutella e chocolate é furtada
A polícia federal alemã acredita que o crime tenha ocorrido entre a tarde de domingo, 13, e a manhã de segunda-feira, 14. Recentemente houve um roubo na mesma zona em que foram levadas cerca de 30 toneladas de sumo de fruto.

No sábado (19), o jornal "El Mundo" divulgou que Julian foi encontrado vivo em um hospital, informação negada pela polícia. Era Harry Athawal, cidadão britânico que se encontrava no local onde se deu o atentado e que saiu do seu hotel para acudir o menino, que não conhecia.

A criança foi dada como desaparecida após o ataque às Ramblas. May frisou na sexta-feira que as autoridades do Reino Unido investigariam o desaparecimento. Jom foi encontrada por parentes em estado grave, internada em um hospital de Barcelona.

"O Julian foi um elemento muito amado e adorado da nossa família. Enquanto aproveitava uma visita a Barcelona com sua mãe, Julian foi tristemente tirado de nós". "Ele tinha tanta energia, era tão divertido e atrevido, sempre a pôr-nos um sorriso no rosto".

Related news