Governo central tem deficit recorde para o mês de julho

Governo central tem deficit recorde para o mês de julho

Governo central tem deficit recorde para o mês de julho

O deficit primário do governo foi o pior da história tanto para meses de julho quanto para o acumulado do ano.

A equipe econômica anunciou recentemente o aumento da meta de déficit primário do governo central para R$ 159 bilhões tanto para 2017 quanto para 2018, além de uma série de medidas de redução de gastos e aumento das despesas.

Se forem considerados o custo com a administração das reservas internacionais e as operações de swap cambial (venda de dólares no mercado futuro), o BC teve perda de R$ 15,7 bilhões.

Déficit histórico. O governo central registrou um déficit primário de R$ 20,152 bilhões em julho, o pior desempenho para o mês da série histórica, que tem início em 1997. Registrou R$ 76, 3 bilhões e 181,8 bilhões de déficit, respectivamente. Nos seis primeiros meses de 2017, a instituição financeira teve ganhos operacionais de R$ 11,3 bilhões.

Os dados oficiais mostram que o governo também diminuiu fortemente o pagamento de investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e do Minha Casa, Minha Vida, para R$ 12,6 bilhões, de janeiro a julho deste ano.

The Game Revealed, sobre Game of Thrones tem Episódio 1 gratuito
Ainda assim, a temporada final só deverá ser transmitida no ano de 2019 e não já em 2018, como seria expectável. E pela terceira vez os integrantes do Mastodon participaram da série " Game Of Thrones ".

Palmeiras vence São Paulo e mantém rival na zona da degola
Após atendimento da equipe médica, o atacante tricolor foi levado da arena de ambulância. O treinador mesmo já declarou que a "reação está demorando para acontecer".

Após ser internado, Buchecha manda vídeo tranquilizando fãs
Diretamente do seu leito, o cantor contou que passou por uma bateria de exames e está aguardando para saber o diagnóstico e qual será o tratamento.

"Ou seja, quando a inflação sobe, há um efeito positivo sobre o orçamento, mas quando a inflação cai há um impacto negativo sobre o orçamento, porque ele ocorre primeiro nas receitas e só depois nas despesas", explicou.

Por outro lado, houve um aumento no recebimento de dividendos, que totalizaram R$ 4,3 bilhões nos sete primeiros meses deste ano, em comparação com R$ 1,02 bilhão no mesmo período de 2016. No acumulado de 12 meses até julho, essa proporção chegou a 105%. A primeira que é cumprir a meta atual.

"Isso nos acendeu a um sinal de alerta sobre a meta e redundou na proposta do governo para que tivéssemos uma meta diferente, de R$ 159 bilhões", disse ela, destacando a frustração no pagamento de IRPJ e CSLL por parte de empresas. "Continua sendo uma meta ousada, apertada, mas temos condições de cumpri-la", afirmou a secretária do Tesouro, Ana Paula Vescovi.

Os investimentos pagos pelo governo federal diminuíram no acumulado de janeiro a julho, quando somaram R$ 19,953 bilhões.

Related news