Governo anuncia 57 privatizações e confirma concessão de Congonhas

Governo anuncia 57 privatizações e confirma concessão de Congonhas

Governo anuncia 57 privatizações e confirma concessão de Congonhas

O governo espera R$ 44 bilhões em investimentos ao longo da vigência dos contratos.

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco, afirmou que a possibilidade de privatização da Casa da Moeda se justifica nos sucessivos prejuízos contabilizados pelo órgão, como também na redução de circulação de moeda física e consequentemente de demanda para emissão. Ao todo, são 57 projetos de venda de empresas e parcerias público privada. "Com a retomada, os estudos apontarão o melhor modelo de desestatização para ambos os casos", cita o documento. A previsão é que todos os leilões aconteçam até o meio de 2018.

O governo anunciou, nesta quarta (23), um pacote de privatização.

No material distribuído pelo Programa de Parceria de Investimento (PPI), o governo diz que a oferta desses aeroportos "representa a maior oferta do setor da história, coerente com a política de governo de melhoria de eficiência para o setor aeroportuário e com a oportunidade gerada pelo apetite dos investidores estrangeiros". O Ministério dos Transportes, por sua vez, propôs a privatização de dois aeroportos, sendo em dois blocos, além do Aeroporto Eurico Salles, em Vitória, Espírito Santo.

Também estão na lista Vitória (ES), Macaé (RJ), Campina Grande (PB), Maceió (AL), João Pessoa (PB), Aracaju (SE), Recife (PE), Juazeiro do Norte (CE), Várzea Grande (MT), Rondonópolis (MT), Alta Floresta (MT), Sinop (MT) e Barra do Garça (MT).

Grêmio tenta chegar na final da Copa do Brasil pela nona vez
No ataque, Raniel está em alta e pode iniciar entre os 11 no lugar de Sobis, o que é mais improvável, mas não impossível. Mano Menezes deve posicionar o seu time no 4-2-3-1 no momento de ataque e no 4-4-2 quando não tiver a posse de bola.

PF cumpre mandados judiciais em nova fase da Operação Lava Jato
A Polícia Federal não descarta que Cedraz, portanto, tenha participado de outros acertos ilícitos na estatal. As delações geraram um inquérito no Supremo Tribunal Federal, que está em andamento.

Reunião entre Temer e Aécio abre nova crise no partido
De acordo com a coluna Painel, a gota d'água do impasse tucano foi a publicação de um cronograma das convenções do partido. Na Folha de hoje, a obra, que parecia impossível, mas que Michel Temer, Aécio Neves e João Dória conseguiram produzir.

O governo também planeja vender a parte da Infraero nos aeroportos de Brasília, Confins, em Minas, Galeão e Guarulhos. Em 2014, ainda no governo da presidenta #Dilma Rousseff, foi realizado o leilão da BR-153, mas, a concessionária Galvão, ganhadora do processo licitatório, não cumpriu com os itens previstos e teve o contrato cancelado. Já o leilão ocorrerá nos últimos três meses do ano que vem. Não há detalhe se a venda será em bloco ou individualmente.

O Ministério dos Transportes propôs ainda a concessão de 15 terminais portuários, que são áreas dedicadas a movimentação de carga nos portos. O governo anunciou em 15 de agosto a revisão da meta fiscal de déficit primário de R$ 139 bilhões para R$ 159 bilhões em 2017 e de R$ 129 bilhões para R$ 159 bilhões em 2018.

As quatro usinas da Cemig que o governo decidiu vender trariam R$ 11 bilhões. A estimativa para as rodovias não foi divulgada.

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, revelou nesta quarta-feira, durante evento da indústria siderúrgica em Brasília, a intenção do governo de privatizar a Lotex, a loteria Instantânea da Caixa Econômica Federal.

O conselho do programa confirma que a operação com a Eletrobras "injetará expressivos recursos no Tesouro Nacional". São novas estruturas, que serão construídas pelas empresas vencedoras dos leilões e que vão ampliar a rede de transmissão de energia do país.

Related news