Exames confirmam morte de bois por botulismo em Mato Grosso do Sul

Exames confirmam morte de bois por botulismo em Mato Grosso do Sul

Exames confirmam morte de bois por botulismo em Mato Grosso do Sul

Cerca de 1,1 mil bois confinados morreram na semana passada com suspeita de botulismo na fazenda Monica Cristina, em Ribas do Rio Pardo, em Mato Grosso do Sul. A morte do gado aconteceu nesta segunda-feira (7). Os lotes de bovinos e ovinos fora do confinamento não apresentaram nenhuma sintomatologia. Em nota, os produtores disseram que foram tomadas todas as providências cabíveis, como a convocação de professores da Universidade do Mato Grosso do Sul para que examinar o rebanho e a agência foi notificada. A toxina atua na musculatura, impedindo a contração muscular, causando paralisia e levando a morte.

Ele ressalta que vacinação contra a doença existe e, apesar de não constar no calendário de vacinas obrigatórias, é recomendada para animais quando receberem suplementação no cocho e o caso dos enviados para confinamentos e semiconfinamentos. Segundo o dono da propriedade, o pecuarista Persio Airton Tozzi, das 1,7 mil cabeças da fazenda, 600 já estavam mortas.

Soares e outra ausência no treino do FC Porto
Marcano marca de cabeça após livre cobrado por Óliver, subindo para quatro o número de golos da equipa dos azuis e brancos. A equipa tem capacidade para ter mais bola apesar da intensidade do FC Porto. 62' - Golo do FC Porto .

Tite promove volta de Neymar e convoca Cássio e Luan
Mas o que ganhou destaque não foi a primeira convocação do atleta de 25 anos, mas o fato de ele estar quase de saída do Grêmio. Os outros confirmados como meio-campistas nesta quinta são os mesmos convocados para os duelos contra Argentina e Austrália.

Filmes da Disney continuarão disponíveis no Brasil, diz Netflix
O novo serviço vai seguir um modelo similar ao que seu canal esportivo ESPN vai lançar no ano que vem, informou a Disney . Tudo isso será feito em parceria com a BAM Tech - empresa de tecnologia parcialmente comprada pela Disney em 2016.

As informações estão em nota divulgada hoje (11) pela Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), por meio da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal de Mato Grosso do Sul (Iagro), e pela Superintendência Federal de Agricultura em Mato Grosso do Sul (SFA/MS), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Os sintomas aparecem de um a 17 dias após a ingestão do alimento contaminado. O Departamento diz, no entanto, que como não se trata de uma doença transmissível, "não é desencadeada uma ação de emergência".

Apesar disso, o estado destaca que qualquer suspeita de doença em animais deve ser imediatamente comunicada e reforça os cuidados de boas práticas na formulação, conservação e armazenamento de alimentos, como a silagem de milho, para evitar a proliferação de micro-organismos que possam causar doenças como o botulismo bovino. Além disso, o diagnóstico foi confirmado por investigação clínico-epidemiológica feita no local.

Related news