Barcelona. Libertado mais um suspeito dos atentados

Barcelona. Libertado mais um suspeito dos atentados

Barcelona. Libertado mais um suspeito dos atentados

Mohamed Aalla, outro dos quatro suspeitos, tinha já sido libertado no início da semana.

Segundo o juiz, os indícios recolhidos "não permitem estabelecer (.) a existência de elementos de prova suficientemente sólidos para adotar uma medida com a gravidade e excecionalidade da prisão preventiva", adiantou o jornal espanhol "El Pais".

Foi agora libertado, mas terá que entregar o passaporte e deslocar-se ao tribunal todas as semanas.

O juiz considerou não haver "indícios suficientemente sólidos" para decretar prisão preventiva a Salh El Karib, o último suspeito dos atentados de Barcelona a ser ouvido pela justiça espanhola. Este homem, dono de um centro de chamadas e internet.

Karib é um dos quatro homens detidos na sequência dos atentados da semana passada em Barcelona e Cambrils, que provocaram 15 mortos e mais de uma centena de feridos.

Zé Ricardo se reúne com diretoria do Vasco e adia resposta
Zé Ricardo era o mais cotado para assumir o comando do time, já que o nome agradava aos membros da diretoria cruzmaltina. O Vasco demitiu Milton Mendes na última segunda-feira, após uma sequência de cinco jogos sem vencer.

PF cumpre mandados judiciais em nova fase da Operação Lava Jato
A Polícia Federal não descarta que Cedraz, portanto, tenha participado de outros acertos ilícitos na estatal. As delações geraram um inquérito no Supremo Tribunal Federal, que está em andamento.

Ministro Gilmar Mendes escapa de tomates durante evento em São Paulo
Sobre a mudança no sistema de governo, Gilmar disse que "temos que fazer reformas mais profundas". "Vamos assumir. Mendes afirma que, pela lei, não há nenhum impedimento a atuação dele no caso.

A detenção de El-Karib tinha sido ontem prolongada por mais 72 horas, para dar tempo aos Mossos d'Esquadra para realizarem mais diligências nas investigações, segundo o El País.

El Karib geria um café na cidade espanhola de Ripoll frequentado pela maior parte dos alegados membros da célula terrorista.

Estão ainda presos Mohamed Houli Chemlal, de 21 anos, e Driss Oukabir, de 28 anos.

O que se save é que este homem pagou voos, através da internet do seu estabelecimento, para outros dois suspeitos: Driss Oukabir, atualmente preso, e para o imã Abdelbaki Es Satty, que foi morto em Alcanar.

Related news