Ministério da Saúde amplia tratamento contra hepatite C no SUS

Ministério da Saúde amplia tratamento contra hepatite C no SUS

Ministério da Saúde amplia tratamento contra hepatite C no SUS

Desde 2010, a Organização Mundial da Saúde (OMS) utiliza o dia 28 de julho para enfatizar a necessidade de prevenção, diagnóstico e tratamento das hepatites virais. A vacina contra o vírus da hepatite B é disponibilizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e faz parte do calendário vacinal de crianças, adolescentes e adultos, sendo obrigatória para crianças (de 1 ano até 1 ano e 11 meses), conforme determina o Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde. "Quanto mais cedo os casos são diagnosticado, menos damos a hepatite pode ocasionar ao indivíduo", disse a coordenadora da ação no FHAJ.

Segundo a Sesab (Secretaria de Saúde do Estado da Bahia), no período de 2007 a junho de 2017, foram notificados 31.321 casos suspeitos de hepatites virais no estado. Contudo, a Secretaria Municipal de Saúde realiza intenso trabalho para a contenção da doença.

Em Portugal, calcula-se que 1-1,5% da população, ou seja, 150 mil pessoas, sofram de hepatite, sendo que apenas 20 a 25 dos afectados mil foram diagnosticados. O teste rápido é gratuito e está disponível nas unidades da rede básica de saúde. Nela, estão cadastrados e sendo atendidos cerca de 1600 usuários que realizam tratamento para Hepatite B. Para Hepatite C, de julho de 2016 a julho deste ano, realizaram o tratamento mais de 320 pacientes.

O combate a essa doença deve começar o quanto antes. Recomenda-se que o paciente chegue 15 minutos antes do horário na unidade. A Gerência Regional de Saúde (GRS) disponibilizou um quantitativo maior de doses para atender este púbico, sem prejudicar a vacinação de rotina.

Mais de 39 mil trabalhadores têm direito a abono salarial em Roraima
Pis - Casa lotérica, Caixa Aqui e terminais de autoatendimento da Caixa (para quem tem Cartão Cidadão e senha cadastrada). Informações também podem ser obtidas pelo telefone 158 da Central de Atendimento Alô Trabalho do Ministério do Trabalho.

PGR divulga lista de mortos na tragédia de Pedrógão Grande
Assim, "confirma-se, pois, a existência, até ao momento, de 64 vítimas mortais , cuja identidade se considera poder, agora, ser publicitada com segurança e sem perturbação da investigação".

Homem ataca posto fronteiriço de Melilla com faca. Um polícia ferido
Na sua conta da rede social Twitter, o Ministro da Administração Interna espanhol, Juan Ignacio Zoido, já confirmou o incidente. O atacante, que estava armado com uma faca, atacou o posto fronteiriço a gritar "Alá é Grande".

Hepatite B - É a hepatite mais comum e, ao mesmo tempo, a mais perigosa e contagiosa de todas, podendo o vírus assumir um estatuto 'permanente' (crónico) no organismo e, com isso, causar doenças hepáticas variadas, como o cancro e a cirrose. O contágio ocorre por via fecal-oral, por contato inter-humano (manipulação de fezes de pessoas infectadas); água e alimentos contaminados (frutas e verduras mal lavadas e alimentos mal cozidos); contato com utensílios contaminados, uso coletivo de copos, talheres, chupetas e mamadeiras. Em Ribeirão Pires, sete casos foram registrados neste ano e dez em todo 2016. Quando as hepatites B e C estão em estágio avançado, no entanto, há comprometimento dos rins e inchaço na barriga. "A hepatite também pode ser provocada por agentes tóxicos, como drogas, medicação e outras substâncias químicas", esclareceu a técnica. Não há evidências de que o aleitamento materno aumente o risco de transmissão da hepatite B da mãe para o bebê. Todo recém-nascido deve receber a primeira dose logo após o nascimento, preferencialmente nas primeiras 12 horas de vida.

Para os tipos A e B, vacina é a melhor forma de prevenção.

A hepatite C é causada pelo vírus C (HCV). As pessoas que nasceram antes de 1989 provavelmente não foram imunizadas contra o vírus, por conta disso a especialista orienta a realização do teste e a imunização.

Related news