EUA: coalizão derruba avião sírio que atacava o Estado Islâmico

EUA: coalizão derruba avião sírio que atacava o Estado Islâmico

EUA: coalizão derruba avião sírio que atacava o Estado Islâmico

A coalizão liderada pelos Estados Unidos informa que derrubou um avião sírio neste domingo, depois que a aeronave atacou as forças que combatiam o Estado Islâmico no norte da Síria, em outro confronto entre os dois lados que, até recentemente, evitavam qualquer contato no campo de batalha.

"Se não é um ato de agressão, o que é então?", questionou. De acordo com a nota, os aviões da coalizão detiveram o avance das forças sírias com uma "demonstração de força". Ao que tudo indica, os americanos monitoravam os aviões sírios e acionaram os caças Super Hornet para interceptá-los.

A coalizão internacional liderada pelos EUA justificou a queda do avião sírio com o seu direito a defender seus aliados, as milícias de Forças da Síria Democráticas (FSD), após um suposto ataque das forças leais ao presidente Bashar al-Assad.

Apoiador do regime, o Irã anunciou, por sua vez, o lançamento de mísseis de médio alcance contra "bases terroristas" na região de Deir Ezzor, controlada pelos extremistas, no leste da Síria.

Polícia prende homem armado com uma faca diante do Parlamento britânico
A polícia londrina deteve um homem nas imediações do Parlamento britânico, esta sexta-feira, por suspeita de ter uma faca. Até ao momento, não são conhecidas as motivações do suspeito.

Adele visita Grenfell Tower e oferece ajuda às vítimas do incêndio
Um horror", contou Khadejah Miller, que mora em um edifício próximo, esvaziado pelas autoridades por medidas de precaução. Ao meio-dia desta quarta-feira, a Torre Grenfell, construída em 1974, estava completamente destruída pelas chamas.

Sorteio dos duelos das oitavas da Libertadores será nesta quarta
O desempenho na fase de grupos também valerá como critério para definição da ordem dos mandos de campo nas fases seguintes. A Conmebol divulgou, nesta sexta-feira, as datas e horários dos jogos da segunda fase da Copa Sul-Americana.

Segundo Teerã, tratou-se de uma represália após o duplo atentado que matou 17 pessoas na capital iraniana no início do mês e que foi reivindicado pelo EI.

O risco de escalada acontece num momento em que as tropas sírias se aproximam perigosamente das zonas controladas pelas forças apoiadas pelos Estados Unidos, especialmente as FDS.

"A aviação da coalizão internacional disparou nesta tarde contra um de nossos aviões de combate na região de Resafa (província de Raqa) quando efetuava uma missão contra o grupo terrorista Estado Islâmico", informou o exército sírio, acrescentando que "o avião foi abatido e o piloto declarado desaparecido".

Pela voz de Sergei Riabkov, a Rússia mostrou-se preocupada com o abate do avião da Força Aérea síria, este domingo, e alertou Washington para a repetição de episódios em que a chamada "coligação internacional" toma o Exército sírio como alvo.

Related news