Morreu o escritor Armando Baptista-Bastos aos 83 anos

Morreu o escritor Armando Baptista-Bastos aos 83 anos

Morreu o escritor Armando Baptista-Bastos aos 83 anos

Começou o seu percurso profissional em "O Século", matutino em representação do qual viajou por numerosos países.

Escrevia há vários anos uma coluna no Correio da Manhã. O escritor esteve envolvido na Revolta da Sé, de 1959, um golpe militar contra o regime ditatorial de Salazar, por altura da candidatura do general Humberto Delgado.

Meio ano depois, acabaria também despedido da RTP, então por vontade de Moreira Baptista, secretário nacional da Informação. Sob esse pseudónimo, e conforme refere o Jornal de Negócios no perfil publicado online, Baptista-Bastos redigiu noticiários e assinou textos de documentários como a "Cidade das Sete Colinas", "Os Namorados de Lisboa", "Este Século em que Vivemos".

"Trabalhámos juntos no Diário Popular nos anos 60, foi uma colaboração com a qual eu aprendo muito, era um jornalista de grande qualidade e personalidade", comentou, ao PÚBLICO, Francisco Pinto Balsemão: "Durante alguns anos, fizemos também juntos a revista Rádio e Televisão, divertimo-nos imenso". Naquele diário publicou "algumas das mais originais e fascinantes reportagens, entrevistas e crónicas da Imprensa portuguesa da segunda metade do século", referiu Afonso Praça.

Baptista-Bastos trabalhou também na Rádio e Televisão Portuguesa, no Rádio Clube Português, na Rádio Comercial e na RDP-Antena 1. Colunista do "Público" e do "Diário Económico".

Realizou uma série de entrevistas para as revistas "TV Mais" e "TV Filmes".

Pottker é eleito craque do Paulistão e Corinthians domina seleção
No domingo passado (30), o time de Fábio Carille bateu o adversário por 3 a 0 no Estádio Moisés Lucarelli , em Campinas (SP). Estamos felizes em ter apostado em algo que deu tão certo", afirma a Gerente de Marketing da Viapol , Cristiane Gottsfritz.

Aposta de Porto Alegre leva R$ 3 milhões da Mega-Sena
A Caixa Econômica Federal informou também que 140 apostas acertaram cinco números e levaram com isso R$ 12.963,07 cada uma. Uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), no preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003.

Caixa disponível para instalar área automática na Câmara de Almeida
A CGD prevê encerrar 61 agências, sendo 18 na área da Grande Lisboa, 15 a norte, 15 a sul e nas regiões autónomas, e 13 na zona centro, segundo a lista revista divulgada em março.

Percorreu, profissionalmente, todo o Portugal Continental e Insular, e viajou e escreveu sobre Espanha, Canárias, França, Itália, Bélgica, Irlanda, Brasil, Uruguai, Argentina, Suíça, Luxemburgo, Grécia, Áustria, Turquia, República Democrática Alemã, República Federal da Alemanha, Checoslováquia, URSS, Marrocos, Suécia, Dinamarca, Finlândia, Nigéria, Angola, Moçambique, Cabo Verde, etc.

Um dos seus livros de textos jornalísticos, "As Palavras dos Outros" (1969), é, segundo Adelino Gomes e Fernando Dacosta, um clássico e uma referência obrigatória na profissão.

Baptista-Bastos é autor de mais de duas dezenas de livros, entre os mais recentes cite-se "A Bolsa da Avó Palhaça", o livro de crónicas 'A Cara da Gente' e 'As Bicicletas em Setembro'. Está traduzido em checo, búlgaro, russo, alemão, castelhano e francês. O primeiro foi indicado como leitura obrigatória no Curso de Literatura Portuguesa Contemporânea da Sorbonne, sendo professor o Dr. Duarte Faria, e catedrático o Prof. "O 25 de Abril de 1974, tenho a certeza, foi a maior alegria da vida do Baptista-Bastos", afirmou.

Da passagem pela TV de Armando Baptista Bastos há a recordar sobretudo o programa "Conversas Secretas", emitido na SIC entre novembro de 1996 e janeiro de 1998 - um programa que foi parodiado por Herman José em "Herman Enciclopédia", surgindo aí a pergunta "Onde é que estavas no 25 de Abril?", célebre até hoje.

Pela mesma ocasião, a Direcção do "Diário de Notícias" também convidou Baptista-Bastos a escrever o enquadramento do capítulo "O Efémero", da edição especial "O MILÉNIO", iniciativa daquele matutino.

Related news