Chelsea Manning é libertada da prisão nos EUA após 7 anos

Chelsea Manning é libertada da prisão nos EUA após 7 anos

Chelsea Manning é libertada da prisão nos EUA após 7 anos

Por conta disso, ela foi condenada a 35 anos de prisão.

Em liberdade, a americana poderá completar a transição como mulher transgênero, iniciada ainda na cadeia.

Chelsea, de 29 anos, tentou cometer suicídio duas vezes no ano passado e fez uma greve de fome para denunciar as medidas disciplinares às quais foi submetida. "Estou descobrindo as coisas agora -o que é animador, esquisito, divertido e novo para mim".

Depois de receber uma sentença de 35 anos de prisão por este vazamento, foi libertada após sete anos graças ao indulto de Obama.

- Manning também reconheceu ter divulgado um vídeo confidencial de um ataque aéreo americano na aldeia afegã de Granai, onde centenas de civis morreram em maio de 2009.

Pastor tenta andar sobre a água e é devorado por crocodilos
O homem não identificado alertou a polícia, que então informou sua família e congregação sobre o que tinha acontecido. Segundo os fiéis, o pastor ignorou o fato de que o Rio Mpumalanga é infestado de crocodilos .

Edouard Philippe é primeiro-ministro de Macron 16 Maio 2017 — França
A legenda quer recuperar o terreno perdido, elegendo parlamentares o suficiente para poder influenciar o governo Macron. Enquanto o ex-premiê se define como um "homem de esquerda", o indicado de Macron se disse um "homem de direita".

Federer anuncia que não jogará Roland Garros em 2017
Levando-se em conta todos os pontos disponíveis nas competições disputadas até agora, o aproveitamento é de 89,8%. A competição em Paris será disputada de 22 de maio a 11 de junho.

Chelsea Manning foi condenada antes de iniciar seu processo de mudança de gênero.

A decisão de Obama na época foi bastante criticada por republicanos e pelo próprio presidente Donald Trump que ainda não havia tomado posse. Nasceu como Bradley Manning e foi como homem que serviu no exército americano, tendo mudado de nome em 2013, quando já estava detida.

"Hugs for Chelsea" (Abraços para Chelsea), um álbum digital obtido através de uma doação de 25 dólares, tem músicas de artistas conhecidos por seu ativismo de esquerda, incluindo Tom Morello, guitarrista do Rage Against the Machine, e Thurston Moore, co-fundador do Sonic Youth.

"Hoje é o dia por que milhares de ativistas da Amnistia Internacional de todo o país e todo o mundo lutaram durante a cruel provação de Chelsea Manning", disse a diretora executiva da Amnistia Internacional EUA, Margaret Huang. Ela escapou de acusação mais grave de ajudar o inimigo.

Um dia depois de ser condenada, Manning confessou numa carta que era transexual e que tinha mudado o seu nome para Chelsea. Ou seja, mesmo em liberdade, Mannning deve continuar lutando para que sua sentença seja derrubada.

Related news